CarrosNotícias

Tata Nano chega ao fim de produção após 10 anos

Segundo a Bloomberg, que cita fontes internas da fábrica indiana, a produção do Tata Nano chegou ao fim devido ao fraco desempenho comercial. Em junho, a Tata produziu apenas uma unidade do Nano na Índia (contra 275 em junho de 2017) e não exportou qualquer unidade (contra 25 em junho de 2017).

A Tata, contudo, até o momento não confirmou oficialmente o fim da produção do seu modelo apelidado ‘o carro do povo’ e no qual depositava grandes esperanças: a fabricante almejava chegar às 250 mil unidades vendidas por ano.

A realidade, no entanto, tratou de ‘colocar água quente’ nas expetativas: no seu melhor período de vendas – em 2011 – o Nano não foi além das 74.527 unidades vendidas. Em 2016 e 2017, a marca vendeu apenas 7.591 exemplares.

Medindo 3.043 mm de comprimento, 1.495 mm de largura e 1.652 de altura, o Tata Nano contava com um motor de 623 cm³ de 2 cilindros, instalado na parte traseira, capaz de debitar 35 CV de potência a 5.250 rpm e 48 Nm de torque a 3.000 rpm. Custava 100 mil rúpias – isto é, cerca de 1250 euros.

Em 2015, uma versão renovada – , batizada GenX Nano – chegou a ser lançada com uma série de melhorias, mas o fato do modelo falhar constantemente em testes de impacto e os diversos casos de incêndio afastaram definitivamente os compradores.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo