AudiAvaliaçõesNotíciasTestes

Avaliação – Audi A4 2.0 Prestige Plus S-Tronic Performance Black 2021

O sedan da marca alemã é um grande conhecido - e desejado - dos brasileiros desde que chegou no país na década 90

Por Derek Flores (texto e fotos)

O Audi A4 é um grande conhecido – e desejado – dos brasileiros desde que chegou no país na década 90, quando a importação passou a ser possível e mais acessível aos brasileiros. E a missão por aqui nunca foi fácil: encarar o paredão com a BMW série 3 e Mercedes Classe C. Mas o que parece ser uma disputa difícil, vem se tornando ao longo dos últimos anos um trunfo para Audi, que nitidamente teve uma enorme evolução no segmento e vem colocando um certo medo na concorrência. E por falar em medo, apresento para vocês o protagonista desse sentimento nas outras montadoras, o A4 2021 em sua versão topo de linha Performance Black.

Um perfeito equilíbrio entre conforto e esportividade é uma boa maneira de definir um dos maiores diferencias do A4 Performance Black. E isso se dá uma série de fatores combinados que vamos falar por aqui, começando pelo coração de tudo: o conjunto do motor e câmbio.

O A4 é equipado pelo já conhecido 2.0 turbo alemão que conectado ao câmbio de dupla embreagem e sete marchas rendem 190cv e 32,63 kgfm de torque, mas a linha Performance Black recebeu um acerto mais esportivo, subindo os números para 249cv e 37,72 Kgfm. O resultado disso? Uma aceleração de 0 a 100 em impressionantes 5,8 segundos.

Mas também existe outro segredinho que não contei ainda, que é exclusivo dessa versão: a tração integral quattro, essa que combinada com o ótimo sistema de suspensão faz o carro literalmente grudar no chão.

Motor, Câmbio, Tração e Suspensão. É aqui que o Audi se coloca no patamar acima dos concorrentes. Ok, existem outros com motorização melhor como a BMW 330e M e o  Volvo S60 – esses até opção híbrida – mas o grande trunfo do Audi está na harmonia entre esses 4 itens trabalhando juntos. E quer saber o mais legal? Você é o maestro dessa orquestra podendo escolher o  modo de condução entre Efficiency, Comfort, Auto ou Dynamic.

Para cada modo, o veículo ajusta curva de aceleração do motor, rapidez e rotação das trocas das marchas, peso do volante, tração e suspensão. O cuidado com o conforto do sedã é tanto que leva a cabine dos passageiros um certo isolamento do que está rolando do lado de fora. Em muitas vezes fica difícil adivinhar em qual velocidade você está andando ou mesmo sentir os 249 cavalos no corpo, mas fique tranquilo… eles estão lá.

Falando em cabine, o espaço para os ocupantes na frente é bem generoso e facilidade pelos ajustes elétricos dos bancos – incluindo ajuste de lombar – deixa motorista e passageiros conformáveis, mesmo com os bancos em formato mais esportivo. Para quem viaja atrás a situação é um pouco diferente, principalmente por causa da tração integral que faz com que o túnel seja mais elevado e maior, prejudicando a área das pernas dos ocupantes, mas isso é compensado pela saída traseira exclusiva do ar-condicionado de 3 zonas e duas portas USB. No geral, o acabamento da cabine é bem refinado. Percebe-se o cuidado e qualidade dos materiais usados, além do posicionamento e facilidade para ativar e desativar funções no painel.

Grande destaque é a central multimídia com uma tela de 10,1 Polegadas sensível ao toque e recursos de espelhamento para smartfones AppleCarPlay e Android Auto, que podem ser conectados sem a necessidade de cabo. A versão do Audi vem também o carregador sem fio por indução localizado sob o apoia braço central. A versão testada pelo CarPointNews era equipada com o sistema de som Bang & Olufsen 3D (opcional por R$ 8mil) com forte realces aos graves e som premium cristalino. A unidade também era equipada com headup-display (R$ 7mil) , que projeta no para-brisa informações de velocidade e do piloto automático adaptativo. O painel de instrumentos também é todo digital de 12´ e bem configurável, podendo trabalhar de uma maneira mais minimalista ( apenas com velocímetro e conta-giros ) ou com informações do carro, multimídia e mapa GPS.

De série, o A4 vem com recursos semiautônomos e de segurança muito importantes como o assistente de faixa, sensores de proximidade, piloto automático adaptativo e oferece também como opcional frenagem automática e alerta de ponto cedo e tráfego cruzado (R$ 7mil) .

O Conjunto de farois é full de LED de série e conta como opcional com o sistema LED MATRIX HD, que na função de farol alto automático detecta motoristas no sentido oposto e abaixa a iluminação apenas na zona em que o carro vier. Durantes os testes do CarPointNews, o sistema se mostrou altamente inteligente e eficiente nas estradas e serras brasileiras.

Do lado de fora a versão Performance Black tem um visual bem invocado. Além das mudanças gerais na linha nova do A4 nas grades, lanternas, faróis que fecham a formação da quinta geração do sedã, são adicionais detalhes em preto com o logo Performance Black em toda carroceria, além do emblema S-Line nas laterais e grade frontal.

As rodas de liga leve são aro 18 com pneus 245/40. O que impressiona também é o tamanho do sedã: 4,777m de comprimento e 2,822m de entre-eixos. O porta-malas leva 460 litros, o maior entre os rivais.

Hora de colocar a mão no bolso: o Audi A4 é vendido em 3 versões: Prestige (R$ 229.990), Prestige Plus (R$ 259.990) e o nosso xodó – Performance Black que tem preço inicial de R$ 304.990.

Completo, se prepare para desembolsar R$ 342.690 por uma unidade, o que coloca o Audi em uma posição um pouco desfavorável nessa faixa de preço acima dos R$ 300 mil, principalmente ao pensar no quesito eletrificação, pois seus concorrentes já possuem versões híbridas e até com motores mais potentes nessa faixa de preço. Mas não se deixe levar apenas pelo preço, a combinação entre dirigibilidade, o conforto e esperteza do Audi, o colocam de volta ao topo do pódio.

 *FICHA TÉCNICA 

Motor: 4 cilindros em linha 2.0 16V, turbo, injeção direta e indireta, duplo comando variável

Combustível: Gasolina

Potência: 249cv

Torque: 37,7 kgfm

Câmbio: Automatizado de dupla embreagem e 7 marchas

Direção: Elétrica

Suspensão: Independente – Braços Sobrepostos na Dianteira e Multibraços na traseira

Freios: Disco Ventilado na dianteira e disco sólido na traseira

Tração: Integral

Dimensões: 4,770m x  1,847m  x  1,429m

Entre-eixos: 2,822m

Pneus: 245/40 R18

Porta-malas: 460 litros

Tanque: 58 litros

Peso: 1.660kg

Aceleração 0 – 100 km/h: 5,8s

Velocidade Máxima: 250 km/h (dados da montadora)

*Dados do fabricante

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo