AvaliaçõesTestesVW

Avaliação – VW Fox BlueMotion 1.0 2013

Fotos: Marcus Lauria

Apesar de alguns modelos importados já rodarem por aqui com os novos motores de três cilindros, essa configuração é pouco conhecida entre os brasileiros, talvez mais comum para os apaixonados por carros que estão mais ligados nas novidades. Porém, com a redescoberta desse tipo de motor entre as maiores montadoras do mundo, esse motor começa a se popularizar e chega ao Brasil com força total em alguns modelos vendidos aqui e os futuros lançamentos que prometem agitar o mercado nacional.

É o caso do nosso carro de teste da semana, o Fox Bluemotion, que exibe sob o capô um motor 1.0 de três cilindros inédito nos modelos da marca alemã. Rodamos exatos 700 Km com um tanque de combustível abastecido com gasolina. O modelo além de confortável, bom de dirigir é muito econômico. Em idas e vindas em trajetos urbanos e estradas, o modelo faz uma média de 18,5 Km/l chegando a impressionantes R$ 19,8 Km/l na estrada, sempre com o ar-condicionado ligado. Durante todo o teste realizado em duas semanas, não precisamos abastecer o carro, sendo que ele não foi usado diariamente, só em ocasiões de viagens e final de semana para passeios longos. Ainda devolvemos o carro com o marcador na reserva.

O Fox Bluemotion se diferencia da versão “comum” pela aplicação de itens estéticos exclusivos e o uso abusivo de recursos para deixar o carro mais econômico possível. Como a direção com assistência eletro-hidráulica (item de série), que reduz o consumo energético do modelo em 3%, em relação ao Fox 1.0 equipado com direção hidráulica. A transmissão MQ200 teve as relações alongadas em até 10%, a grade frontal superior tem formato diferenciado, com desenho exclusivo e aberturas mais estreitas, para dar mais eficiência aerodinâmica ao modelo e a grade inferior teve seu perfil nas laterais também alterado, permitindo maior fluidez do ar.

Além disso, o Fox Blumotion utiliza os pneus “verdes” de baixa resistência ao rolamento, na medida 175/70 R14, com aumento na aplicação de sílica em sua composição. A pressão usada nesses pneus é maior, passando de 29/28 PSI para 36/34 PSI (dianteiro/traseiro). Com isso foi possível obter uma redução na resistência ao rolamento da ordem de 35%. Devido a esse aumento da pressão dos pneu, a suspensão recebeu calibração específica, para  preservar as condições de conforto e dirigibilidade do Fox.

Segundo afirma a montadora, o Foxbluemotion recebeu melhorias na parte acústica, com a utilização de maiores silenciadores no sistema de escape e de mantas de isolamento na carroceria. Ao todo, o Fox BlueMotion é 29 kg mais leve do que a versão 1.0l.

Um item que auxiliou bastante durante o teste foi o computador de bordo, que informa a hora de certa de trocar de marcha para baixo ou para cima, para tirar o pé do acelerador quando o veículo está parado a espera sinal de trânsito, tudo para ajudar na economia de combustível. O melhor de tudo isso: o desempenho não é prejudicado em função da economia.

O BlueMotion traz a nova arquitetura eletrônica, o que possibilitou a instalação de recursos e equipamentos inéditos no modelo, além de itens adicionais de segurança. Ele traz de série airbags frontais e freios ABS com EBD (Distribuição Eletrônica de Frenagem). Conta também com o sistema ESS (Emergency Stop Signal ou Sinal de Frenagem de Emergência) como equipamento de série.

O Bluemotion oferece o sistema ESS, que funciona como um alerta para evitar colisões traseiras. Sendo que toda vez que o motorista aciona o pedal de freio de forma acentuada, em que atua o ABS, o sistema aciona as luzes traseiras de freio de forma intermitente, preservando a integridade dos passageiros a bordo.

O motor, que futuramente deve equipar o compacto Up, que chega esse ano ainda em nosso mercado. Trata-se de um três cilindros cm 999 cm³ de cilindrada Total Flex e instalado em posição transversal da família EA211. Considerado o mais moderno fabricado pela Volkswagen no Brasil, tanto no que diz respeito ao seu processo de produção quanto aos recursos de que dispõe, segundo a montadora.

O propulsor pode até parecer fraco pelas suas dimensões, mais os 75 cv (55 kW) a 6.250 rpm, quando abastecido com gasolina, e de 82 cv (60 kW) à mesma rotação, com etanol são suficientes para empurrar o hatch sem pestanejar. Ele encara bem as retas e desenvolve com louvor toda sua potência para ultrapassagens e esticadas mais ariscas. Ele só se rende mesmo nas subidas, como todo carro de baixa cilindrada de preza. Mas mesmo assim com um desempenho superior aos “outros” motores 1.0l. O torque máximo é de, respectivamente, 9,7 kgfm (gasolina) e 10,4 kgfm (etanol), e ocorre a partir de 3000 rpm e se mantém por longa faixa de rotações. Segundo a marca, a partir de 2.000 rpm mais de 85% do torque máximo está disponível.

Eficiente, o motor possui quatro válvulas por cilindro, sendo duas para admissão e duas para escape, sendo que o cabeçote tem comando de admissão variável – a variação é contínua, o que reduz consumo de combustível e emissões e melhora sensivelmente a resposta do motor em baixos regimes de rotação. As válvulas são acionadas por balancins roletados (RSH, sigla para o termo alemão Rollenschlepphebel), recurso que minimiza o atrito entre os componentes e aprimora sua eficiência. A taxa de compressão é de 11,5:1.

Em conjunto está o velho conhecido câmbio de cinco marchas com engates perfeitos. A suspensão trabalha bem equilibrada, mantendo sempre a trajetória do Fox em qualquer situação, seja ela de curvas mais acentuadas ou em retas com velocidades elevadas no limite da estrada.

O modelo avaliado foi um quatro portas completo que parte de R$ 34 mil, existe ainda a opção duas portas “pelado” que parte de R$ 32,5 mil. Para diferenciar do modelo de série, o Fox BlueMotion traz bancos com forração exclusiva em malharia Fresh, na cor azul. Para o consumidor, são oferecidas cinco opções de cores de carroceria: duas sólidas (Preto Ninja e Branco Cristal) e três metálicas (Azul Boreal, Prata Sargas e Cinza Quartzo).

CONTINUA NA PÁGINA 2

1 2Próxima página
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo