AvaliaçõesTestesVW

Avaliação – Volkswagen Amarok Dark Label 2.0 4×4 AT CD 2015

Fotos: Marcus Lauria

Dirigir uma picape média, é sempre uma aventura nas ruas apertadas e esburacadas do Brasil, além do tamanho exagerado. A picape tem uma boa vantagem em relação aos carros menores, a visão mais ampla das ruas e estradas. Nelas, conseguimos ver além do que estamos acostumados com os carros mais baixos, e isso ajuda nas manobras e a visualizar melhor uma vaga, como por exemplo, em um shopping.

Essas são apenas umas das vantagens e desvantagens de uma picape média, poderia citar várias aqui, mas não vem ao caso. Depois de muito tempo, após avaliar muitas picapes médias de várias marcas diferentes, finalmente consegui conhecer melhor a tão falada Volkswagen Amarok. Desde que foi lançada, em 2010, a Amarok só recebe elogios, em todas as matérias que li sobre ela. Chegou a hora de confirmar sua fama na prática.

Vista por fora, as linhas da Amarok chamam a atenção por onde passa. O CarPoint News, avaliou a série especial Dark Label, com detalhes exclusivos na carroceria e itens de série. Sua produção é limitada a 1.000 unidades. Nessa versão destacam-se elementos como elementos em preto fosco: santantônio, estribos laterais, maçanetas, capa dos retrovisores e para-choque traseiro.

Além dos vidros laterais traseiros e vigia escurecidos, novo defletor dianteiro, lanternas traseiras escurecidas, iluminação da placa de licença por LEDs, e sensores de estacionamento dianteiro e traseiro. De lado, surgem as faixas decorativas com o logotipo Dark Label nas portas traseiras. Ainda fazem parte do pacote, as rodas de liga leve “Roca”, com 17 polegadas com pneus 245/45 R17, deixando seu visual mais descolado, em relação as versões comuns.

Se o esmero é reparo por fora, por dentro, a Amarok não perde o pique. Apesar do material do habitáculo não ser dos melhores, tem muito plástico espalhado pelo interior, mas pelo menos, não tem rebarbas aparentes e os encaixes são bem feitos. Na versão avaliada, ela vem com forração parcial dos bancos em couro Alcantara e tapetes de veludo no assoalho com logotipos.  Manopla das alavancas de câmbio e de freio de estacionamento são revestidos de couro e a moldura do rádio e as saídas centrais de ventilação têm acabamento especial.

A Amarok Dark Label traz o novo volante multifuncional, muito mais bonito e com excelente empunhadura. Ele conta com acabamento diferenciado, detalhes em preto brilhante e revestimento de couro. E ainda oferece comandos intuitivos dos sistemas de som e de telefonia, assim como do computador de bordo.

A picape média Volkswagen é referência em suas medidas, tanto nas dimensões do habitáculo quanto nas medidas da caçamba. Internamente, o espaço para os joelhos no banco traseiro permite à Amarok transportar cinco ocupantes com muito conforto. Com apenas duas pessoas a bordo, é possível rebater o banco traseiro para aumentar a área de carga no interior.

De acordo com a marca, a Amarok Dark Label chega para ficar posicionada entre as versões Trendline e Highline. Desta forma, a lista de itens de série é bem grande, ao preço de R$ 139 mil, ela chega com duas tomadas de 12V (uma no painel de instrumentos e uma no console), volante com regulagem de altura e distância, faróis de neblina com luz estática para conversão, faróis com luz de condução diurna e regulagem elétrica de altura, quatro alto-falantes e dois tweeters, ar-condicionado, retrovisores externos com regulagem elétrica e com aquecimento e controlador automático de velocidade de cruzeiro (piloto automático).

Complementam a lista vidros com acionamento elétrico, rádio RCD320 com CD-Player, entradas SD-card e USB e Bluetooth, tampa traseira com chave e sistema de alívio de peso, terceiro apoio de cabeça no banco traseiro com cinto central de três pontos de fixação, travamento central das portas, alarme keyless, descansa braço central (porta-objetos com tampa), desembaçador do vidro traseiro, computador de bordo, bancos dianteiros com ajustes de altura e lombar e airbags laterais (motorista e passageiro) e gaveta sob o banco do motorista.

Bem recheada, a picape tem sua lista de opcionais reduzida, passando a oferecer: o sistema infotainment RNS315 com navegação integrada ao painel, sensores de chuva e de luminosidade (crepuscular), retrovisor interno eletrocrômico e engate para reboque, além das rodas de 18 polegadas pintadas de preto. A Amarok Dark Label tem quatro opções de cores: a sólida Branco Cristal, as metálicas Prata Sargas e Cinza Iron e a perolizada Preto Mystic.

A versão Dark Label é vendida exclusivamente com a carroceria de cabine dupla e transmissão automática de oito marchas. Traz ainda ABS “off road”, que otimiza a ação do ABS em solo solto (por exemplo, pedriscos e areia) e em velocidades de até 130 km/h. Sistemas ISOFIX para fixação de cadeiras para criança no banco traseiro, de auxílio ao motorista como o BAS (Sistema de Assistência à Frenagem), TCS/ASR (Controle de Tração) e EDL/EDS (Bloqueio Eletrônico do Diferencial) são equipamentos de série da picape Volkswagen. Juntamente com o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), a Amarok dispõe para o motorista os sistemas HDC (Hill Descent Control ou Controle Automático de Descida) e HSA (Hill Start Assist ou Assistente para Partida em Subida).

Para empurrar essa picape, que pesa 2.044 kg, a Volkswagen resolveu utilizar o motor 2.0 TDI, de 4 cilindros e 16 válvulas, com 180 cv, dotado de sistema de injeção direta common-rail e alimentado por dois turbocompressores, com torque máximo de 42,8 kgfm a 1.750 rpm. Em conjunto, está o excelente câmbio automático de oito marchas, com trocas sem trancos e reduções na medida certa, sem atrapalhar o bom desempenho do motor. E com sistema de tração permanente 4MOTION.

A Amarok Dark Label tem uma boa capacidade off road. Ela enfrenta com facilidade subidas íngremes, com ângulo de 45º (100% de inclinação), com o veículo totalmente carregado. Tudo isso, com o auxílio da equilibrada suspensão traseira progressiva composta por feixe de molas com três lâminas principais e duas secundárias.

Espaço para carga não falta na Amarok, as medidas provam isso, são 1.555 mm de comprimento e 1.620 mm de largura, resultando em uma ampla superfície de carga com 2,52 m2. E ainda conta com 1.222 mm entre as caixas das rodas. No caso, a caçamba permite até carregar paletes padrão europeu (1,2 x 0,8 m) na transversal. A capacidade de carga é de mais de 1 tonelada. A Amarok Dark Label pode tracionar reboques com até 2.780 kg de peso em rampas com inclinação de até 12%.

CONTINUA NA PÁGINA 2

1 2Próxima página
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo