AvaliaçõesLand RoverTestes

Avaliação – Range Rover Evoque Prestige Tech Pack 2012

A posição de dirigir alta ajuda a se locomover no trânsito, mesmo com dimensões maiores que os carros mais comuns, a sensação á bordo é que estamos dirigindo um verdadeiro sedan médio de alto luxo. Os bancos em couro envolvem o motorista e transmitem muita segurança em curvas. O volante tem uma boa empunhadura e o banco elétrico ajuda a achar a posição correta de dirigir. Os instrumentos são fáceis de usar e intuitivos.

Uma das várias curiosidades fica pelo estilo da manopla do cambio automático, que tem um formato circular, trata-se do sistema Drive Selector, que proporciona mudanças ao simples giro de um botão no centro do console, que “surge” quando o carro é ligado através de um botão no painel, ao lado do volante, a chave só é usada para reconhecimento da presença do motorista, o sistema de câmbio é o mesmo usado nos modelos da Jaguar, que também pertence ao grupo Indiano. Seu porta-malas suporta até 420 litros e é aberto  e fechado eletronicamente, sem precisar usar a força das mãos. Para fechar a porta, o proprietário pode usar o comando da chave ou apenas passar o dedo na maçaneta com um pouco de força que as portas travam.

Para quem pensa que o seu apelo urbano não serve para enfrentar a terra, lama ou mesmo terrenos com pedras se enganou. O Evoque vem equipado com tração integral e o famoso e eficiente sistema Terrain ResponseTM, que adapta as configurações de tração, motor, suspensão e torque de acordo com o tipo de terreno em que se trafega com a opção de ajustar o carro para cinco tipos de terrenos diferentes. Além disso, o Evoque oferece uma generosa altura em relação ao solo, que facilita a entrada e saída de obstáculos mais difíceis.

O Evoque também vem equipado com o sistema Adaptive Dynamics, que funciona através de amortecedores magnetizados, onde a textura do óleo pode ser modificada instantaneamente para deixar o rodar mais agradável. E conta com o sistema de auxílio ao estacionamento Park Assist, tudo para deixar o motorista bem à vontade, sem se preocupar com muita coisa, apenas em aproveitar os momentos felizes ao volante.

Os motoristas que testarem o Range Rover Evoque em terrenos off road ficarão tranquilos ao saber que, além da generosa altura em relação ao solo, o modelo ainda possui breakover, aproximação e ângulo de chegada melhores do que outros SUV compactos. O modelo também oferece tração integral nas quatro rodas, permitindo desempenho superior em qualquer tipo de terreno.

O Evoque está equipado com o moderno motor a gasolina Si4 de 2.0 litros turbo e 240 cavalos de potência e torque de 340 Nm de origem Ford. O propulsor usa uma tecnologia que inclui injeção direta de combustível e distribuição dupla variável que empurram sem problemas os 1.595 kg do crossover em qualquer faixa de giros. Em conjunto está o câmbio automático de seis velocidades (Aisin AW F21), com opção de mudanças sequenciais por botões dispostos na parte de trás do volante.

O câmbio mostrou eficiencia durante o teste,  sem trancos ou mesmo barulhos nas retomadas. Nas curvas ou nas retas o modelo se comportou como um sedan, não mostrou nenhum sinal de inclinação anormal, comum nesse tipo de veículo que tem o centro de gravidade mais alto. Durante o teste, com o ar-condicionado ligado o tempo todo, sua média foi de 6,5 Km/l, chegando a 7,5 Km/l em situações que o motor não era tão exigido. A versão avaliada custa R$ 182.900, já a opção de entrada, Pure, pode ser adquirida por R$ 164.900.

CONTINUA NA PÁGINA 3

Página anterior 1 2 3Próxima página
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

5 Comentários

  1. Parabéns pela avaliação Marcus!

    Realmente um carro espetacular!!! Utiliza soluções muito interessantes para quem usa no dia-a-dia! O design é sem comentários, futurista pra caramba!

    A Land Rover poderia num futuro próximo criar um carro maior com esse mesmo design, ficaria bem interessante!

    A única ressalva que eu faria a este carro é o uso de um 4 cilidros turbo… deviam ter colocado um V6…

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo