AvaliaçõesNissanTestes

Avaliação – Nissan Livina Night & Day 1.6 16v 2010

Fotos: Marcus Lauria

A vida é feita de momentos bons e ruins, isso todo mundo já sabe. O que todos talvez não saibam é que temos que aproveitar a experiência desses dois momentos ao máximo. Comecei a matéria dizendo esta frase, porque com a Nissan Livina Night & Day, que fiquei avaliando por uma semana e exatos 230 quilômetros em uso urbano, com o tanque cheio de etanol, tendo ótimas impressões do modelo, mas com alguns defeitos que poderiam ser sanados pela montadora em um carro que vem crescendo no mercado nacional em vendas. A Livina foi lançada em março do ano passado e acumulou 6.126 unidades até dezembro de 2010, somente este ano, foram comercializadas 10.661 unidades, um aumento considerável, visto que a concorrência é grande. Para conseguir mais admiradores, a Nissan resolveu lançar uma série limitada e apresentou a versão Night & Day, que está a vendas nas lojas desde a última semana de novembro.

O Nissan Livina Night & Day tem um excelente custo/benefício, o modelo vem completo de fábrica. A versão limitada trás itens de conforto e segurança como direção elétrica, vidros e travas elétricos, ar-condicionado e air bag para motorista e passageiro, entre outros. O modelo se posiciona entre as versões “S” e a “SL”, mantendo um preço competitivo com um pacote bem recheado. A única diferença em relação a essas versões está a utilização de uma roda de liga leve exclusiva, a grade cromada frontal (que também é oferecida na versão “SL”) e uma faixa horizontal cromada na tampa do porta-malas, com o adesivo Night & Day, destacando a séria limitada, além de um rack estrutural no teto como item de série. Por dentro, o destaque são os acabamentos das portas em couro, assim como os bancos, que utilizam o mesmo material. Tudo isso por apenas $ 1.000 adicionais e mais R$ 1.000 de pintura metálica, custando R$ 47.990.

[nggallery id=35]
1 2 3Próxima página
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo