AvaliaçõesKiaTestes

Avaliação – Kia Picanto 1.0 12V Automático 2012

Por fora, o Picanto 2012 possui linhas marcantes e bem definidas, que começaram pelas últimas mudanças sofridas no restante da linha, como o Soul e o SUV Sportage, com design inovador. A marca acredita que “seu estilo passou de “amigável” para bonito e maduro, projetado para atrair a atenção nas ruas graças às suas proporções bem ajustadas e linguagem de design dinâmica”. Mas esses argumentos podem ser visto logo ao primeiro olhar para a carroceria, como os arcos das rodas mais “bojudos” e as linhas que cortam as laterais, que começam na maçaneta e vão até a base das portas, dando a sensação de movimento. De frente, chama a atenção à grade chamada pela própria marca de “rugido do tigre” e os faróis que ganharam forma de “olhos do tigre”, e que na versão topo de linha ganharam LEDs.

Visto de traseira, o compacto da Kia mostra muita ousadia em suas formas, como a janela traseira emoldurada pelas lanternas, em forma de vírgula e o para-choque traseiro robusto. O novo Picanto merecia rodas maiores, de 15 polegadas, para combinar melhor com o novo visual, mas a montadora preferiu calçar o modelo com rodas de liga leve de aro 14, prezando o conforto a bordo e uma dirigibilidade mais suave. Seu coeficiente aerodinâmico foi reduzido para 0,31 garantindo a economia de combustível e o silencia dentro da cabine.

Na parte interna, a Kia caprichou e trouxe mais qualidade aos materiais utilizados para as portas e tecidos dos bancos. Logo de cara chama a atenção o novo volante de dois raios com a base achatada e detalhe prateado na parte inferior, revestido de couro em todas as versões e o painel de instrumentos de três cilindros com seus gráficos claros e bem distribuídos. O porta-malas foi ligeiramente aumentado, o novo cresceu em comprimento, a largura e altura, com um aumento real de 64, 15 e 69 mm, respectivamente, dessa forma, a capacidade de carga cresceu para 292 litros. Os instrumentos do painel, rádio e ar-condiconado ficaram bem mais fáceis de utilizar e de visualizar e são intuitivos.

O Picanto 2012 está equipado com o novo motor “Kappa”, fabricado pela Kia, que preza pelo baixo consumo de combustível (mas não foi isso que conseguimos averiguar durante o teste) e emissões de CO2. O propulsor de 1.0 litro CVVT, 12 válvulas tem inéditos 3 cilindros com potência de 80 cv a 6.200 rpm, 16 cv a mais que a geração anterior, e torque de 10,2 Kgm a 4.500 rpm, com transmissão automática de 4 velocidades. No dia-a-dia da cidade grande, o novo Picanto se comportou muito bem, o carrinho é agradável de dirigir, confortável e a posição de dirigir mais alta deixa o motorista bem á vontade para enfrentar o transito. O modelo só pecou por não ser tão econômico como a própria montadora promete, com o tanque cheio de etanol, os 35 litros de combustível só deixou o novo Picanto percorrer exatos 150 quilômetros, que dá uma média inferior a 5,0 Km/l. O carro foi utilizado o tempo todo com o ar-condicionado ligado e só na cidade. Não foi feita a medição com gasolina.

A suspensão, que foi desenvolvida a partir do modelo anterior, também recebeu uma atenção especial da Kia, e passou por uma leve reformulação. Nas esburacadas ruas do Rio de Janeiro, o novo Picanto se saiu bem, não transmitiu todas as irregularidades para o interior do veículo, só em buracos maiores é que se sentia alguns solavancos dos amortecedores, mas nada assustador, mantendo o silencia à bordo. A Kia estima vender 18.000 unidades do novo Picanto em 2012 e essa projeção não deve ficar longe disto, mas côo o aumento do IPI pelo Governo, esses números devem ser bem menores. O compacto sul-coreano foi apresentado pela primeira vez ao público durante o último Salão do Automóvel de Genebra. O novo Kia Picanto é o segundo produto da marca a usar um motor flex, o primeiro foi o Soul. Segundo a empresa, o Picanto, que surgiu em 2004, já vendeu mais de 1,1 milhão de unidades no mundo, nesses sete anos de mercado.

CONTINUA NA PÁGINA 3

Página anterior 1 2 3Próxima página
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

11 Comentários

  1. Olá, entramos em contato ontem com KIA, pois adquirimos um PICANTO AUNTOMÁTICO EM 2007, quando era ainda lançamento, portanto acreditamos na marca, ocorre que, dias atráz, o nosso PICANTO com 73 mil km, parou de andar enquanto passeava com minha esposa, o carro foi rebocado para uma autorizada que informou que o CÂMBIO PAROU DE FUNCIONAR, e o orçamento para concerto sería de R$ 40 MIL REAIS, ABSURDO, maís caro q o carro zero, como pode um CÂMBIO AUTMÁTICO SIMPLESMENTE PARAR DE FUNCIONAR, o carro já não tem maís a garantia, no entanto, onde está a qualidade e a durabilidade dos produtos da KIA, entramos em contATO COM A kia, ESTAMOS AGUARDANDO UM POSTURA SÉRIA E PROFISSIONAL DESTA MARCA QUE acreditamos e fomos pioneiros em desfilar com um PICANTO EM 2007.

    1. OK, agradeço a sua ajuda e acredito também que a KIA, prestará um atendimento digno de merecimento para os consumidores e admiradores da marca em questão,como disse anteriormente, fomos pioneiros em acreditar na marca no ano de 2007, e sempre sentimos muito prazer em ter o PICANTO 1.1 AUTOMÁTICO, mas, como proprietário de outros veículos ao longo de minha vida, nunca fui acometido de surpresa de um veícuko que tive anteriormente, quebrar um câmbio, ainda maís um automático, maís uma vez agradeço seu apoio e saiba q sou seu seguidor no twitter e aprecio suas matérias.
      Abraço,
      Sr Milton Cesar Pires

  2. Marcus,

    Boa avaliação, vale atentar para o detalhe de que os 292 litros informados pela Kia Motors do Brasil estão no sistema de medição SAE, que não é usado no Brasil. No sistema de medição VDA, que é usado no Brasil e serve de base de comparação entre os concorrentes deste segmento, o porta-malas do Picanto tem apenas 200 litros.

    Tive uma bela surpresa ao ler que o porta-malas tinha quase 300 litros, número próximo do porta-malas do meu carro, e ao abrir o bagageiro do Picanto na concessionária encontrar um porta-malas minusculo. Está aí a explicação!

    Abs

  3. Aproveitando a deixa, já tem alguma previsão de quando o March será liberado para testes na imprensa? O carro já está nas concessionárias e até agora não vi avaliações completas deste carro aqui no Brasil…

  4. Boa tarde,
    meu marido ‘e portador de CNH de DF.
    Gostariamos de adquirir um modelo kia soul,mas fomos informados em uma concessionaria. Que a Kia nao tem projetos de isençao para portadores especiais.
    gostariamos de saber se o fato ‘e veridico.
    obgada,Patricia.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo