AvaliaçõesKiaTestes

Avaliação – Kia Picanto 1.0 12V Automático 2012

Fotos: Marcus Lauria

Após avaliar o novo Kia Picanto na Fazenda Capuava, no interior de São Paulo, no dia 26 de agosto, data de seu lançamento para a imprensa especializada, o CarPoint News teve a oportunidade de testar o renovado modelo da marca coreana por três dias. O modelo foi cedido pela montadora e assim, pude tirar as dúvidas que ficaram no teste na pequena pista em Idaiatuba, onde não foi possível ver seu comportamento no trânsito pesado e nas tarefas do dia-a-dia, como deve ser feito com esse tipo de veículo.

Depois de buscar o novo Picanto 1.0 12V com câmbio automático, no Centro do Rio de Janeiro, fui dar umas voltas pela Cidade Maravilhosa com o pequeno e simpático carrinho. A cor verde abacate da carroceria chamava a atenção de todos por onde passava, não tinha uma pessoa que não deixasse de dar uma olhadinha no novo Picanto. Além de ser uma novidade nas ruas, o carrinho tem linhas modernas e impactantes, que deixaram sua aparência mais robusta, ao contrário da geração anterior, que tinha certo apelo feminino.

A versão avaliada é conhecida pelo código 368, e tem como itens de série airbag, freios a disco ventilados nas rodas dianteiras e tambor nas traseiras, direção elétrica progressiva, ar condicionado manual, rádio com controle no volante (CD Player, MP3, entrada USB e conexão para iPod), controle remoto de travamento das portas, faróis de neblina, vidros elétricos e abertura “onetouch” para o motorista, rodas de liga de 14”, imobilizar, espelho retrovisor externo com acionamento elétrico e setas em LED, odômetro digital com medições parciais e “eco drivingmode”, banco traseiro rebatível e bipartido e revestimento de couro no volante e na alavanca de câmbio e custa R$ 39.900. Com câmbio manual, a mesma versão sai por R$ 34.900 (cód. 318). O novo Picanto está sendo vendido em todas as concessionárias da marca desde o dia 22 de agosto, em quatro versões de acabamento, com transmissões mecânica e automática, a versão topo de linha chega a custar R$ 44.900.

No trânsito pesado do Rio, o novo Picanto se comportou muito bem, por se pequeno, o modelo consegue passar pelas pequenas brechas encontradas entre os carros sem dificuldade, além de ser muito fácil de estacionar, principalmente com a ajuda da direção elétrica, que é bem leve. O modelo ficou 60 mm mais comprido e sua distância entreeixos  aumentou 15 mm. Apesar das proporções reduzidas, o conforto na parte interna é de dar inveja a muito hatch médio.

CONTINUA NA PÁGINA 2

1 2 3Próxima página
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

11 Comentários

  1. Olá, entramos em contato ontem com KIA, pois adquirimos um PICANTO AUNTOMÁTICO EM 2007, quando era ainda lançamento, portanto acreditamos na marca, ocorre que, dias atráz, o nosso PICANTO com 73 mil km, parou de andar enquanto passeava com minha esposa, o carro foi rebocado para uma autorizada que informou que o CÂMBIO PAROU DE FUNCIONAR, e o orçamento para concerto sería de R$ 40 MIL REAIS, ABSURDO, maís caro q o carro zero, como pode um CÂMBIO AUTMÁTICO SIMPLESMENTE PARAR DE FUNCIONAR, o carro já não tem maís a garantia, no entanto, onde está a qualidade e a durabilidade dos produtos da KIA, entramos em contATO COM A kia, ESTAMOS AGUARDANDO UM POSTURA SÉRIA E PROFISSIONAL DESTA MARCA QUE acreditamos e fomos pioneiros em desfilar com um PICANTO EM 2007.

    1. OK, agradeço a sua ajuda e acredito também que a KIA, prestará um atendimento digno de merecimento para os consumidores e admiradores da marca em questão,como disse anteriormente, fomos pioneiros em acreditar na marca no ano de 2007, e sempre sentimos muito prazer em ter o PICANTO 1.1 AUTOMÁTICO, mas, como proprietário de outros veículos ao longo de minha vida, nunca fui acometido de surpresa de um veícuko que tive anteriormente, quebrar um câmbio, ainda maís um automático, maís uma vez agradeço seu apoio e saiba q sou seu seguidor no twitter e aprecio suas matérias.
      Abraço,
      Sr Milton Cesar Pires

  2. Marcus,

    Boa avaliação, vale atentar para o detalhe de que os 292 litros informados pela Kia Motors do Brasil estão no sistema de medição SAE, que não é usado no Brasil. No sistema de medição VDA, que é usado no Brasil e serve de base de comparação entre os concorrentes deste segmento, o porta-malas do Picanto tem apenas 200 litros.

    Tive uma bela surpresa ao ler que o porta-malas tinha quase 300 litros, número próximo do porta-malas do meu carro, e ao abrir o bagageiro do Picanto na concessionária encontrar um porta-malas minusculo. Está aí a explicação!

    Abs

  3. Aproveitando a deixa, já tem alguma previsão de quando o March será liberado para testes na imprensa? O carro já está nas concessionárias e até agora não vi avaliações completas deste carro aqui no Brasil…

  4. Boa tarde,
    meu marido ‘e portador de CNH de DF.
    Gostariamos de adquirir um modelo kia soul,mas fomos informados em uma concessionaria. Que a Kia nao tem projetos de isençao para portadores especiais.
    gostariamos de saber se o fato ‘e veridico.
    obgada,Patricia.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo