AvaliaçõesGMTestes

Avaliação – Chevrolet S10 Rodeio 2.4 Flexpower 4X2 cabine dupla 2011

Fotos: Marcus Lauria e Raphael Machado

Lembro como se fosse hoje, foi em 1995 quando a Chevrolet lançou a sua picape média no mercado nacional, a S10. Era a sensação nas ruas, virou febre entre os apaixonados por carros, todos queriam ter uma. Em 1997 a S10 ganhou a opção de cabine dupla e estendida, aumentando ainda mais a sua oferta de versões. Em 1998 chega a série Champ com motor V6, e cor verde – Referência à Copa da França, no ano seguinte surge a versão 4×4, chega ao fim a cabine estendida e pequenas mudanças estéticas são realizadas para dar mais fôlego ao modelo. Em 2000 sofre outra reestilização mais profunda, com faróis quadrados e novo capô, no mesmo ano é inserido o novo motor TurboDiesel 2.8 MWM Sprint e mais uma edição especial, a Barretos com motor 2.2. Em 2001 o Motor 2.2 passa a ser de 2.4 litros e é apresentada a primeira versão da S10 Rodeio, como série especial. No ano de 2002 o motor V6 passa de 180 para 192 cv e é lançada a versão S10 Sertões com motor 2.8 Turbodiesel. Em 2004 a Chevrolet resolve mudar algumas versões e recolocar outras e são oferecidas as versões Colina, Tornado e Executive no mercado. No ano de 2005 a recebe uma grade dianteira em formato de cruz e uma entrada de ar falsa no capô. Em 2005 surge mais uma vez a série Rodeio, limitada a apenas 1200 unidades. No mês de janeiro de 2007 é apresentado o novo motor bicombustível 2.4 com potência de 147 cv álcool ou 141 cv gasolina, sofre mais uma reestilização em maio de 2008 e finalmente em setembro de 2010 a versão Rodeio vira versão de série. A S10 deve ser totalmente renovada no próximo ano, seguindo a linha de investimentos da empresa no Brasil, que pretende renovar toda sua linha até 2014.

Após observar o breve resumo da “vida” da S10 em nosso país, é possível perceber que nesses 16 anos de trajetória o modelo sofreu apenas mudanças estéticas e as mais significativas ficaram por conta dos motores. A S10 é líder em vendas no Brasil. De janeiro a dezembro de 2009, foram emplacadas 39.242 unidades, resultado que conferiu ao modelo uma participação de 35,6% no segmento, contra 30.996 unidades do segundo colocado. Em 2010, a frota de picapes médias no Brasil superou um milhão de unidades comercializadas. A S10, sozinha, responde por quase 40% desta frota em circulação. Em 2010 foram comercializadas 43.086 unidades, o que lhe rendeu 34.2% de participação e o 16º ano consecutivo na liderança do segmento. O resultado superou em 3.844 unidades o recorde anterior, registrado em 2009. A nova versão, batizada de Rodeio, veio para comemorar esses novos recordes de vendas e para fazer referência ao grande público da S10, que mora ou trabalha no campo, segundo informa a marca da gravata dourada. A nova versão chega recheada de equipamentos e com um tema muito popular para homenagear uma das festas do interior do Brasil, os rodeios.

A S10 Rodeio é uma versão intermediária da picape média da Chevrolet e chega com algumas novidades estéticas. O modelo recebeu faixas laterais, com o nome da versão, que lhe caiu muito bem. A versão recebeu um estribo lateral e ganhou rodas de alumínio, aro 16, pintadas em grafite, deixando a aparência mais “tuning”. Trás de série o rack no teto – semelhante ao utilizado na versão Executive – adesivos no capô, em volta do air scoop, e na tampa traseira, com o nome da versão. Para completar as lanternas traseiras receberam um acabamento fumê e os faróis possuem máscara negra. Por dentro a S10 Rodeio manteve a iluminação interna em Ice Blue, a mesma encontrada no Malibu e no Agile e ainda conta oferece diversos porta-objetos para acomodar os pertences de todos os ocupantes em seu interior. Fora esses itens de série, o consumidor pode adquiri vários acessórios originais para incrementar ainda mais a picape, como santantônio e o cover do rack – uma cobertura plástica que deixa o visual ainda mais agressivo – e pelo protetor de caçamba. Também são oferecidos sensor de estacionamento, o GPS, a geladeira interna e o cabide para jaquetas ou paletó, além de quatro diferentes opções de rádio com CD player e MP3. Oferecida apenas na configuração de cabine dupla e com motores flex e diesel (essa com opções de tração 4×2 e 4×4). Todas as versões – tanto a diesel, quanto a bicombustível – trarão de série: ar-condicionado, direção hidráulica, vidros, travas das portas e espelhos retrovisores elétricos, coluna de direção regulável em altura, vidro traseiro corrediço, piloto automático – para a versão diesel – e ABS, além do controle deslizante das rodas traseiras, o Trac Lock.

1 2 3Próxima página
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. querido e atencioso amigo gosto de chegar ao estremo com meus objetos e quero adaptar um motor desses ai em meu chevette junior e gostaria de saber se é possivel e qual seria a implicancia na estrutura de meu carrinho. abraços!

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo