AvaliaçõesGMTestes

Avaliação – Chevrolet Onix LTZ 1.4 automático 2014

Fotos: Marcus Lauria

Andar de carro automático não é privilégio de ninguém, prova disso é a introdução do sistema em vários modelos de entrada. Algumas montadoras usam a versão mais em conta, com o câmbio automatizado e outros usam o convencional automático, que é um pouco mais caro. Em ambos os casos, um coisa é certa, o uso vem sendo cada vez maior e na hora de comprar o carro, o câmbio automático faz a diferença na hora de fechar negócio.

A Chevrolet não perdeu tempo e tratou de instalar um câmbio automático de seis marchas de segunda geração no Onix e no Prisma. O hatch que foi lançado recentemente pela marca não ficou de fora dessa nova onda dos modelos de entrada. Para tal feito, a versão automática ficou R$ 7.200 reais mais caro que o manual (para a versão LT). Mas em compensação traz como itens de série o ar-condicionado e o sistema My-Link, a versão mais completa LTZ traz ainda como itens adicionais as rodas de liga-leve, alarme keyless, faróis de neblina e espelhos retrovisores com ajuste elétrico.

Além de novos itens de série, o modelo com câmbio automático ganhou uma nova cor externa (disponível para o Prisma e para o Onix), denominada Azul Sky. Para deixar o interior ainda mais caprichado, está lá o volante com revestimento em couro, e para facilitar o trabalho do motorista, estão disponíveis agora a abertura de bocal de combustível e do porta-malas por meio de acionamento interno.

Os preços estão na média do mercado, fazendo com que o Onix automático se torna um dos melhores custo X benefíco da categoria. O Chevrolet Onix LT 1.4 Automático parte de R$ 43.390 e o Onix LTZ 1.4 Automático – R$ 47.190. Entre seus principais concorrentes estão o Hyundai HB20 1.6 com transmissão automática, Fox e Polo 1.6 automatizado (i-Motion)  e o Fiat Palio e Punto (Dualogic).

O Onix automático é empurrado pelo motor 1.4 litros flex, que rende 106 cv com etanol e 98 com gasolina, sempre a 6.000 rpm. O torque máximo, com etanol, é de 13,9 kgfm a partir de 4800 rpm e de 13,0 kgfm quando alimentado a gasolina, com a mesma rotação. Segundo dados da marca, o Onix 2014 com transmissão automática movida a etanol acelera de 0 a 100 km/h em 12s0 e, em 12s7, quando movido a gasolina. A velocidade máxima do Onix com ambos os combustíveis é de 171 km/h. O propulsor é suficiente para carregar 1.108 kg do carro. Seu consumo urbano foi de 9,5 Km/l e de 12,8 Km/l na estrada.

A nova transmissão que equipa o compacto da GM é a unidade GF6 – 2ª geração com Active Select, sendo acoplada exclusivamente com o motor SPE/4 1.4L. Associado à transmissão automática, temos o controle automático de velocidade no volante. Trata-se de uma versão ainda aperfeiçoada da caixa que equipa o Cruze, Sonic, Spin e Cobalt. No dia a dia o câmbio se mostrou bem eficiente, apesar de algusn trancos no meio do caminho, mas nada que incomode na estrada ele se comportou muito bem, suave o tempo todo, mesmo nas reduções.

CONTINUA NA PÁGINA 2

1 2Próxima página
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo