CarrosNotícias

Audi restaura raríssimo “Flecha de Prata” de 1939

Fotos: Divulgação

Por Larissa Nogueira

Em 1930, os carros da Audi já passavam dos 300 km/h. A marca, que era chamada de Auto Union, foi um dos expoentes do Grand Prix de F1 nos anos 20 e 30 com seus veículos compridos e finos, que inauguravam um novo conceito de aerodinâmica e equilíbrio. Por conta desse formato e da carroceria, esses carros foram chamados de “Flechas de Prata”.

Um dos Flechas era o Type D, que foi um dos carros da famosa série da Audi que dominou o mercado na época junto com a Mercedes-Benz. Por causa dos combates da II Guerra Mundial, muitos desses bólidos acabaram sendo destruídos ou desapareceram. Mas o departamento “Audi Tradition”, que é especializado em cuidar do passado da montadora, restaurou um raríssimo modelo dessa geração de 1939 deixando o modelo como novo.

O modelo recuperado tem um motor V16 de 3.0 litros com duplo superchange (compressor mecânico) 32 válvulas que geram 480 cv e um torque de 56 kgfm. Segundo documentos antigos da Audi, a unidade restaurada chegou à uma velocidade de 368 km/h, marca essa poucas vezes alcançada pelos veículos de F1, mesmo os atuais.

O Type D foi desenvolvido em 1939 pela Horche, um dos quatro “anéis” que formavam o grupo alemão Auto Union, que era formado ainda por DKW, Wanderer e a Audi.  Na época dos conflitos na Alemanha, o veículo foi guardado em Zwickau, uma das regiões que foi ocupada pelo exército da então União Soviética.

Em 1970, o colecionador de carros norte-americano Paul Karassik seguiu um boato que dava conta que os antigos Type D tinham sido abandonados na Rússia e na Ucrânia e após 10 anos de pesquisa, encontrou um dos carros em condições precárias próximo a Moscou e o levou para a Flórida, nos EUA, onde vive.

Para recuperar o modelo, o colecionador recorreu á ajuda da Audi, que ainda possui os projetos originais do carro e mão-de-obra mais do que especializada para essa missão. O Type D perdido na Ucrânia nunca foi encontrado.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo