CarrosNotícias
Tendência

Audi é a montadora com mais recalls no primeiro trimestre de 2022

O Papa Recall, serviço responsável por informar o público consumidor de automóveis sobre recalls, divulgou os resultados de convocações de veículos no primeiro trimestre deste ano. De acordo com dados da empresa, a Audi foi a montadora com mais recalls no período, com três convocações. A BMW, por sua vez, foi a marca com mais modelos envolvidos em chamados no primeiro trimestre, com dezenove carros.

Foram quinze convocações de recall no total, o que representa uma redução de 25% em campanhas, em comparação com o mesmo período do ano passado. Dez montadoras estiveram envolvidas em convocações neste primeiro trimestre, uma alta de 50%, e 54 modelos foram chamados de volta às montadoras, valor responsável por uma alta de 45,9%. O motivo mais comum para as convocações de recall foi o airbag, item que registrou seis casos no período.

O recall é um elemento de extrema importância para proteger o consumidor de acidentes por eventuais defeitos de fabricação em automóveis. Por isso, a convocação de veículos de volta às fábricas é símbolo de segurança e colabora diretamente para um trânsito mais seguro.

Em janeiro, a Chevrolet realizou um recall em seu modelo Bolt (2019 e 2020) devido a um problema registrado na bateria de alta voltagem (continuação de recall). No mês seguinte, foi a vez da Fiat convocar os modelos Uno, Novo Palio, Grand Siena, Doblò, Doblò Cargo e Fiorino (2013 a 2016) por falhas no sistema de airbag. No mesmo mês, também houve recalls no Peugeot 208 (2021) por erro no sistema de combustível, na RAM 2500 (2015 a 2022) devido a problemas no sistema de airbag (continuidade de campanha) e na RAM 2500 (2018 a 2020) por falha no sistema de combustível. Audi e Mitsubishi completam o segundo mês do ano com recalls: a fabricante alemã chamou de volta às suas instalações os modelos Audi Q5, A5 Conversível e A5 Sportback (2009 a 2012) por problemas no sistema de airbag. Já a montadora japonesa, por sua vez, fez recall do Mitsubishi Outlander 3.6 V6 (2013 a 2021) para substituição dos bicos injetores.

Março teve os veículos Mitsubishi Colt, Lancer e Pajero (1996 a 1999) convocados devido a falhas no sistema de airbag, o Fiat Pulse (2021 e 2022) por causa de erro na central do sensor de estacionamento, e os seguintes modelos da Audi devido a mau alinhamento no eixo traseiro e necessidade de troca dos pneus: Audi A4, RS4 Avant, A5 Sportback, A6, A7 Sportback, E-Tron, Q5, SQ5, RS5 Coupé, RS6 Avant, Q7, Q8 e RS Q8 (2019 a 2021). A Ford fez recall do Mustang (2020 e 2021) devido ao sistema de airbag, enquanto a Porsche chamou à fábrica o seu modelo Cayenne Turbo S E-hybrid (2020) por problemas no alinhamento da suspensão. Completam o terceiro trimestre de recalls os modelos a seguir da BMW por falhas no sistema de airbag: 118i, 220i Active Tourer, 320i, 328i, M140i, M235i, M2 Coupe, M3 Sedan, M4 GTS, M6 Coupe, M6 Gran Coupe, X1 Sdrive 20i, X1 Xdrive 25i, X3 Xdrive 35i, X4 Xdrive 35i, X5 M, X5 M50d, X5 Xdrive 30d e X6 M (2017).

Informações como essas são divulgadas frequentemente pelo Papa Recall, serviço que informa via smartphone quando são realizados os chamados dos veículos pelas montadoras.

Fonte: Inguz Assessoria

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo