CarrosNotícias

Audi comemora 20 anos de Brasil com entrega de veículo 100.000º a Alex Atala

Foto: Divulgação

A Audi está comemorando 20 anos de presença no Brasil com a entrega de seu 100.000º veículo comercializado no país a um cliente especial: Alex Atala, chef brasileiro reconhecido internacionalmente, que recebeu seu SUV Q7 das mãos do o presidente e CEO da Audi do Brasil, Jörg Hofmann. E para estender essa celebração para o público, a marca oferece condições especiais de financiamento até domingo (24) em toda sua rede de concessionárias no país.

O SUV Q7 atinge 100 km/h em apenas 6,9 segundos, tem velocidade máxima de 243 km/h e conta com câmbio Tiptronic de 8 velocidades. Além disso, o Q7 é um dos modelos com tração integral quattro®, tecnologia também utilizada nos carros de corrida da Audi na WEC e que divide o torque entre os dois eixos de forma independente, garantido a melhor tração possível a todo momento

Atala se encantou com o Q7 por ser um apaixonado por aventura. “Tenho como hobby fazer trilhas e observar pássaros, então, preciso de um modelo que seja bom para rodar na cidade e que seja funcional em estradas de terra, por exemplo.”

Condições especiais de venda – Para essa ocasião especial, as 31 revendas da marca distribuídas pelo país vão oferecer aos clientes o A1, o A3, o A4, o A5 e o Q3 com 50% de entrada e o restante dividido em 24 parcelas sem juros.

Em seu 20º ano de operação no Brasil, a empresa tem apresentado ótimo desempenho nas vendas, como resultado da confiança que conquistou do consumidor brasileiro. Entre janeiro e julho, a companhia entregou aos clientes 7.174 veículos, volume 101% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

Neste ano, a Audi trouxe ao país diversos produtos que já se tornaram objeto de desejo dos brasileiros: entre eles, o RS Q3, o S3 Sportback (esportivo da família A3) e o superpotente RS7, com motor V8 de 560 cv. Além disso, o mercado local teve como novidade o exclusivo A1 Kult e duas versões do A3 Sedan, a 1.8 TFSI e a 1.4 TFSI.

Trajetória de sucesso – A relação da Audi com o Brasil começa com um acordo operacional que permitia a importação e venda da marca no país pela Senna Import, empresa do tricampeão mundial de Fórmula 1, Ayrton Senna (a partir de março de 1994). Por tudo o que representava como esportista e cidadão, Senna foi fundamental para dar notoriedade à marca no Brasil, que era pouco conhecida localmente, apesar de ter trazido inúmeros avanços na história do automóvel.

A Audi AG assume 100% das operações no Brasil a partir de março de 2005, mostrando que seu compromisso com o país tem caráter definitivo. A partir dessa data, a empresa ampliou a realização de campanhas de consolidação de imagem que tornaram seus modelos objetos de desejo entre os brasileiros, mostrando os atributos de sofisticação e modernidade já conhecidos em outras partes do globo.

O compromisso da Audi com o país e os com os consumidores brasileiros ganhou ainda mais força em 2013 com o anuncio de investimentos da ordem de R$ 500 milhões numa fábrica em São José dos Pinhais (PR) que irá produzir o A3 Sedan e o SUV Q3 a partir do segundo semestre de 2015. Esta operação vai gerar cerca de  300 empregos diretos, e 900 indiretos, com a ampliação da rede de concessionárias, que hoje conta com 31 unidades em todo o país e que deve chegar a 60 pontos de venda em 2017.

Ainda em 2013, a marca ampliou sua rede de produção mundial com a sua segunda fábrica na China e registrou no Brasil um crescimento de 35% em vendas, com a comercialização de mais 6.500 unidades e a conquista de mais de 2.500 novos clientes.

Esse ótimo desempenho nas vendas, no entanto, já foi superado pelos números de 2014 (7.174 unidades). Em maio, por exemplo, a Audi do Brasil registrou o maior volume de vendas mensais de sua história, com o emplacamento de 1.309 veículos. Dessa forma, a companhia deve encerrar o ano superando sua meta inicial que era de comercializar 10 mil veículos.

Em junho último, a marca inaugurou o Audi Lounge na Rua Oscar Freire, em São Paulo com a presença de clientes, concessionários e convidados VIPs como a modelo Izabel Goulart, além de um show acústico de Gilberto Gil. O espaço de 600m2 já é um grande sucesso e permite ao público vivenciar a marca Audi, por meio de detalhes de sua história e experiências interativas. Em 2020, ano em que a produção da fábrica brasileira deve chegar a sua capacidade máxima, a marca planeja vender 30 mil carros por ano no Brasil.

E para coroar essa história de sucesso, a Audi acaba de ser eleita “A Marca mais desejada” do segmento Automóveis e Comerciais Leves em pesquisa da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), realizada com os concessionários de todas as marcas do País. A escolha, feita entre maio e julho deste ano, teve a participação mínima de 25% das revendas de cada rede. “Esse prêmio foi o resultado de todo o esforço e dedicação que cada um dos colaboradores Audi teve, ao longo desses 20 anos, para entender as necessidades do consumidor brasileiro”, resumiu Hofmann.

Fonte: Departamento de Comunicação Audi do Brasil

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo