AvaliaçõesTestesToyota

Avaliação – Toyota Yaris Sedã XLS CTV 2019

Fotos Derek Flores

O Yaris já completou seu primeiro ano no mercado nacional e a Toyota tem muito o que comemorar. As versões hatch e sedan, vieram para acirrar a disputa dos segmentos mais vendidos do país, e o resultado foi um aumento significativo da participação da Toyota no ramo. Não é de hoje que conhecemos o gosto do brasileiro pelos veículos japoneses, mas essa dupla vem apostando em conforto e tecnologia mecânica para nos cativar ainda mais.

OK, mas não iríamos falar aqui especificamente do Yaris Sedã? Pois bem, geralmente carros que se dividem em versões Hatch e Sedã apresentam diferenças em suas estruturas e principalmente no modo de dirigir, mas esse não é o caso da família Yaris.  Talvez seja por esse motivo que a Toyota fez questão de manter a nomenclatura Yaris, diferente por exemplo do Polo e Virtus ou Argo e Cronos, seus concorrentes diretos.

A versão avaliada aqui pelo CarPointNews é topo de linha, Sedã XLS com câmbio CVT, com preço de R$ 85.990,00.  A versão sedã de entrada, XL começa por R$68.490,00 com câmbio manual e R$69.490,00 com CVT.

Por fora, o Yaris Sedam surpreende, lembrando muito seu irmão mais velho, Corolla. É muito comum olhar para o Yaris e achar que ele pertence a categoria dos sedãs médios justamente por suas linhas mais largas que trazem imponência ao sedam. Tamanho porte , que as rodas de 15 polegadas que equipam a versão XLS parecem pequenas quando comparadas com o restante da carroceria.

A versão de topo também vem equipada com teto solar, lanternas traseiras em LED, maçanetas cromadas, retrovisor com rebatimento elétrico, chave presencial, partida no botão, espelho fotocrômico  e sensor de chuva . Luzes diurnas em LED são vendidas separadas como acessórios.

A motorização de toda linha Yaris Sedã é a mesma: 1.5 Flex com 110cv no etanol ou 105 na gasolina, que se mostra bem suficiente para alimentar o carro em uma pegada mais moderada, se tornando bem agradável e ágil de se dirigir. O excelente cambio CVT da Toyota faz trocas de marchas bem deslizadas e sem trancos.

Já para uma pegada mais esportiva, o Yaris não desempenha muito bem. Em altas rotações, o barulho do motor invade a cabine e o câmbio demora um pouco para responder a rápidas aceleradas, mostrando realmente que o foco do sedã é conforto e consumo.

Durante a semana de teste do Carpoint News, o Yaris apresentou um consumo na cidade de 8km/l abastecido com Etanol. Os dados oficiais da montadora são 8,7 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada (álcool) e 12,6 km/l na cidade e 13,8 km/l na estrada (gasolina).

Falamos lá em cima que o Yaris lembra muito seu irmão Corolla, e no aspecto conforto ele chega bem próximo disso. A suspensão tem um ajuste macio, suavizando bastante a passagem por buracos e imperfeições, além de se desempenhar bem em curvas e rodagens de maior velocidade.

O bom acabamento interno com bancos de couro e  ar condicionado digital (porém de apenas uma zona)  trazem um requinte a bordo para o motorista, mas ainda falta a regulagem de profundidade do volante, que pode prejudicar um ajuste mais fino e confortável. Os bancos trazem ajustes precisos e oferecem ao motorista e passageiro um ótimo espaço a bordo. Para quem viaja no banco traseiro, uma surpresa para as pernas: não existe o túnel central entre os pisos da direita e esquerda, deixando um ótimo espaço para os pés dos 3 ocupantes.

A central multimídia adotada pela Toyota em suas versões de topo é de 7polegadas e sensível ao toque, porém não muito intuitiva. A central também não possui os sistema de espelhamento Android e Apple Car Play, tornando o equipamento obsoleto para os dias atuais.  É esperado que na linha 2020, a Toyota atualize seu sistema para receber os aparelhos.

No aspecto segurança, a Toyota caprichou: são 7 airbags na versão XLS que também vem equipada com controles de tração e estabilidade, além do assistente de partidas em rampa.

No geral, o Toyota Yaris Sedam sai ganhando da concorrência quando o assunto é conforto e eficiência, mas pode não ser a melhor compra para quem busca um carro de maior potência e tecnologia a bordo.

*FICHA TÉCNICA:

Mecânica

Motorização 1.5

Combustível             Álcool            Gasolina

Potência (cv)            110     105

Torque (kgf.m)         14,7    14,3

Câmbio          CVT com modo manual

Tração           dianteira

Direção          elétrica

Suspensão dianteira          Suspensão tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidal.

Suspensão traseira            Suspensão tipo eixo de torção e traseira com barra estabilizadora, roda tipo semi-independente e molas helicoidal.

Freios            Dois freios à disco com dois discos ventilados.

Dimensões

Altura (mm)   1.490

Largura (mm)           1.730

Comprimento (mm)             4.425

Peso (Kg)      1.150

Tanque (L)    45

Entre-eixos (mm)     2.550

Porta-Malas (L)        473

Ocupantes    5

*Dados do fabricante

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo