Coluna “De carro por a√≠” por Roberto Nasser

Postado em: 11, agosto 2017 por Roberto Nasser

O exitoso Kwid

Nunca parei para tentar quantificar quantos lan√ßamentos assisti, no Brasil e no exterior, em quase meio s√©culo na atividade de escrevedor sobre autom√≥veis. Foram muitos, uns dois milhares. Olho no fato, no entorno e nos resultados permitiram desenvolver sexto sentido, aquele dos advogados quando leem os autos, avaliam o cen√°rio, e sabem se ter√£o chance de √™xito ‚Äď ou se √© caso perdido. Ou o dos m√©dicos olhando paciente em risco intuem se sobreviver√° ou virar√° estat√≠stica. N√£o decupo as condi√ß√Ķes, mas vale o pacote produto, forma de apresent√°-lo, medida de import√Ęncia percept√≠vel nos envolvidos no projeto.

Introdu√ß√£o √© para justificar o vatic√≠nio: o Renault  Kwid ter√° muito sucesso.

SUV dos compactos

A favorabilidade das condi√ß√Ķes come√ßa pela apresenta√ß√£o aos compradores. O slogan √© muito bom nesta √©poca de siglas variadas e distorcidas ‚Äď suv, sav, luav, cuv, crossover, … -, todas imprecisas, mas Suv dos Compactos atende √† moda demandada pelo consumidor, carro com jeito de m√ļsculos e for√ßa. Estilo bem definido √© parcela da conta de favorabilidade. Planejamento do produto indicou a filosofia, e o grupo criador foi mandado √† India, onde o Tata Nano, era o carro mais barato do mundo, comprou uma unidade e dissecou-a para entender o produto e o meio ambiente. A vers√£o indiana ficou excessivamente leve, 600 kg e mostrou-se insegura. Aqui aplicaram mais de 100 kg em refor√ßos estruturais. Composi√ß√£o √© de bom planejamento: peso reduzido para faze-lo esperto com motor de 3 cilindros e um litro de deslocamento. Pouco mais de 700 kg para 70 cv de potencia, um cavalo para transportar dez quilos, √≥tima rela√ß√£o ‚Äď a gas√°lcool pot√™ncia √© 66 cv. A engenharia fez nova caixa de marchas, com menos 7 kg ante o modelo anterior; e cabe√ßote do motor sem o variador de abertura de v√°lvulas, reduzindo 6 kg em peso e alguns Reais em custo. Idem para o limpador pantogr√°fico de apenas um bra√ßo, e parafusos de fixa√ß√£o das rodas voltando √† tradi√ß√£o francesa: 3 por unidade ‚Äď em rela√ß√£o aos quatro dos outros produtos faz-se economia de 4 parafusos, quatro porcas ‚Äďreduzindo peso e pre√ßo. Sugest√£o √† Renault, apertadas as porcas, h√° sobra de 2mm para facear com o parafuso. Podem ser reduzidas ‚Äď 2mm x 12 porcas d√° bem uns 20 gramas …

Pre√ßo √© parcela na exitosa conta. Por R$ 29.900 leva-se a vers√£o Life, com quatro bolsas de ar, quantitativo n√£o existente no segmento. Carro √© pelado, sem ar ou dire√ß√£o ‚Äď vender√° pontualmente. Segundo degrau, Zen, √© completo: ar + dire√ß√£o, travas e vidros el√©tricos a R$ 34.990. Por mais R$ 350, radio com Bluetooth e entradas USB e auxiliar. Deve ser a mais vendida.

Acima, a Intense, R$ 39.990 inclui faróis de neblina com aros cromados, Media Nav 2,0 com camera de ré e tela de 18 cm com tela sensível ao toque. Diz a Renault é o carro de menor consumo no país. Preços para cores básicas. Metálicas, seguindo inexplicável tabela nacional, adicionais R$ 1.400.

In√≠cio de vendas pela Internet superou enormemente as previs√Ķes e os agora inscritos receber√£o os autom√≥veis em novembro. Surpresa, a Renault manteve os pre√ßos da pr√© inscri√ß√£o. H√° complementa√ß√£o como garantia de pre√ßo contido para revis√Ķes para ve√≠culos financiados pela empresa. Garante, manuten√ß√£o √© inferior a R$ 1 por dia.

Mede 3,68m de comprimento, 2,42 cm entre eixos, 18 cm na altura livre do solo, ajudam a desenhar a sensação de jipinho, conceito impreciso porém considerado.

Na pr√°tica, pelo racional e pelo emocional tem tudo para fazer muito sucesso.

Polo: sed√£ quase pronto

Surgiu na Internet ilustra√ß√£o do Virtus, o sed√£ Polo, lan√ßamento no primeiro trimestre de 2018, cinco meses depois do hatch Polo. Ambos constru√≠dos sobre e criativa plataforma MQB, capaz de ser esticada e contra√≠da em comprimento e largura, e quem o viu acredita ter dist√Ęncia entre eixos levemente superior √† do Polo. Em tal pacote, como o irm√£o de linha, ser√£o presen√ßa importante no mercado, servindo como conquista aspiracional aos motoristas ascendendo em motoriza√ß√£o, ou descenso racional a quem busca ve√≠culos menores por fora mas confort√°veis internamente. Tecnicamente a plataforma √© a A0, com eletr√īnica e conectividade em n√≠vel superior ao encontrado em ve√≠culos do mesmo segmento B.

Em arquitetura mec√Ęnica, seguir√° o Polo: 1,0 litro, tr√™s cilindros em linha, transversal, turbo, inje√ß√£o direta, torque e potencia elevados a 128 cv e 200 Nm, transmiss√£o mec√Ęnica com cinco velocidades ou autom√°tica e 6. Outro ser√° o 1,6 l,  L4, dito EA211 ‚Äď √© empregado na vers√£o superior do Saveiro. No picape produz 120 cv, mas VW quer melhorar rendimento e reduzir o degrau significativo entre os primos 3 cilindros turbo e 4 aspirado.

Produção na pioneira usina de São Bernardo do Campo, SP.

—————————————————————————————————

Argo: sed√£ quase pronto

Parecia coisa arrumada ‚Äď como volta e meia ocorre: uma novidade em pr√© lan√ßamento estacionada em local p√ļblico, atrativo a fotografias. Deu-se semana passada com o Projeto X6S, a vari√°vel sed√£ do Fiat Argo, substituto de Grand Siena e Linea. Cinco unidades fizeram pose na beirada do Lago San Roque, em C√≥rdoba, no meio da Argentina, onde come√ßou a ind√ļstria automobil√≠stica de l√°. Emanuel Rock, paparazzo do Autoblog.ar fotografou.

Apresentam novidade: dist√Ęncia entre eixos superior √† do Argo, permitindo um sed√£ tr√™s volumes confort√°vel e com porta malas de boa capacidade ‚Äď como o Grand Siena. Quanto √† parte mec√Ęnica, id√™ntica ao Argo: por enquanto duas motoriza√ß√Ķes de quatro cilindros: 1,3, oito v√°lvulas, caixa de transmiss√£o mec√Ęnica, 5 velocidades; e 1,8 EtorQ 1,8, 16 v√°lvulas, 135 cv, transmiss√£o id√™ntica ou autom√°tica Aisin com meia d√ļzia.

In√≠cio de produ√ß√£o na Argentina ao final do ano. Vendas no Brasil em prazo desconhecido, por√©m curto. Dire√ß√£o n√£o aguenta mais as press√Ķes da rede de revendedores, esvaziada em produtos.

Polo mascarado: bom de andar

Disfar√ßado, VW fez apresenta√ß√£o din√Ęmica do Polo. Convidou alguns jornalistas a dirigi-lo. Eu estava l√°. Fiquei surpreendido com o conjunto. Autom√≥vel √© fetio sobre a nova plataforma MQB, a mesma do Golf VII, Audi A 3, 4 e 5. J√° o vira antes e tive boa impress√£o e com a sess√£o de dirigir confirmou minha certeza: se o pre√ßo n√£o atrapalhar ser√° fort√≠ssimo concorrente no segmento, em especial porque ao momento do in√≠cio das vendas, outubro, ter√° o bom conjunto com motoriza√ß√£o 1,0 TSI, – turbo soprando a 1,3 bar, inje√ß√£o direta, 128 cv, 200 Nm de torque -, e transmiss√£o autom√°tica, epicicloidal, de 6 velocidades. Atender√° a quem deseja baixo consumo, √≥tima performance e o conforto do uso da caixa. Haver√° op√ß√£o de motor 1,6, mas de potencia e torque ainda em defini√ß√£o

Experi√™ncia foi no circuito dom√©stico da Fazenda Capuava, pr√≥xima ao aeroporto de Viracopos, e embora n√£o espelhe o tipo de uso do consumidor padr√£o, permitiu aferir o m√≠nimo ‚Äď acelera√ß√£o, frenagem, disposi√ß√£o para retomar velocidade, √≥timo acerto entre dire√ß√£o, freios a disco nas quatro rodas e a suspens√£o McPherson frontal e eixo de tor√ß√£o na traseira.

Confort√°vel internamente ‚Äď motorista com 1,75m deixa espa√ßo para passageiro do mesmo tamanho no banco posterior. Acomoda√ß√£o boa, ergonomia idem, incremento em conectividade e controles, tudo ajust√°vel em tela, em sistema mais racional e menos nerd. Porta malas pouco menor relativamente ao Golf. Em resumo, se o departamento financeiro n√£o se entusiasmar para recuperar os preju√≠zos da empresa com apenas um produto, ser√° acontecimento no mercado ‚Äď amea√ßando, inclusive, o futuro do Golf.

Roda-a-Roda

Surpresa ‚Äď Sal√£o de Frankfurt, setembro, novidade Suzuki: Swift Sport Turbo. Na segunda gera√ß√£o do bem vendido hatch reduziu peso e cilindrada, conseguindo √≥timos rendimento e consumo.

Anda ‚Äď Preparava conceitos e base para a terceira gera√ß√£o, mesma plataforma, mantido o regime de emagrecimento, pesa apenas 890 kg ‚Äď na vers√£o 4×4 pouco mais. Motor baixou a 1,4 litro e a aplica√ß√£o do Turbo elevou a pot√™ncia a 138 cv.

Performance ‚Äď Tal desenvolvimento amplia o caminho para absorver compradores. Al√©m da resist√™ncia e da boa constru√ß√£o, ter√° performance significante gra√ßas √†s √≥timas rela√ß√Ķes entre peso e torque ou peso e potencia. A Suzuki continua familiar e solteira nestes tempos de casamentos e conjun√ß√Ķes industriais.

Largou ‚Äď Volkswagen iniciou produzir o Polo. Lan√ßamento in√≠cio de setembro, vendas em outubro. Na usina da marca em S√£o Bernardo do Campo, SP.

Trilha ‚Äď Bons n√ļmeros de venda do Ford Ranger entre os picapes m√©dios, pela primeira vez alinhando entre os tr√™s mais vendidos ‚Äď Toyota Hilux, 3.065 unidades, l√≠der, Chevrolet S 10, 2.672, Ford Ranger, 1.559, VW Amarok, 1229 – est√° baseado no oferecimento de bom conte√ļdo, motor diesel ‚Äď embora menor e menos potente ‚Äď e pre√ßo.

Caminho ‚Äď Toyota quer transformar picada em caminho criando vers√£o de seu picape HiLux a menor pre√ßo. Manter√° arquitetura mec√Ęnica diesel, cabine dupla, mas simplificar√° conte√ļdo e decora√ß√£o. Quer atuar em faixa inferior. Lan√ßamento em outubro.

Raz√£o ‚Äď Almo√ßo de meia d√ļzia de jornalistas, David Powels, presidente da VW, pergunta: Porque o √Ēnix vende mais? Resposta dos seis: o MyLink. Porque? Respondeu a Coluna: pelo fato de o comprador de pouca capacidade aquisitiva se sentir acima dos demais motoristas de carros baratos, nivelado aos carros com sistemas Premium de conectividade como os Mercedes, Audi, etcoetera. A mesma m√≠stica de quem compra Hyundai HB20.

Correria ‚Äď Tempos inst√°veis, nunca se sabe do prazo de validade dos ministros de estado, e por isto interessados na legisla√ß√£o Rota 20/30, a regra da ind√ļstria automobil√≠stica para os pr√≥ximos anos, tem tentado audi√™ncias com o ministro Marcos Pereira do MDIC. Querem ter a regra pronta e solidificada o mais r√°pido poss√≠vel, para evitar eventual substitui√ß√£o detendo o processo.

Antenas ‚Äď Fabricantes instalados sob a prote√ß√£o do programa Inovar-Auto, ainda em vigor, anseiam por defini√ß√£o. Hoje tem p√≠fio √≠ndice de nacionaliza√ß√£o ‚Äď alguns recebem os carros pintados -, coisa ofensiva, abaixo da assinalada no Governo Vargas!, baixa produ√ß√£o, alto custo. H√° marcas analisando fechar fabrica√ß√£o nacional.

Sinal ‚Äď Caminho √≥bvio para n√£o detonar as linhas de montagem em tempos de queda de vendas no mercado interno, √© fomentar as exporta√ß√Ķes. Volkswagen tem feito isto com compet√™ncia, elevando vendas externas em 52%. Argentina e M√©xico s√£o os maiores mercados, e Gol produto mais comprado. √Č a maior exportadora de ve√≠culos nacionais.

Idem ‚Äď Mercedes tomou mesmo caminho: exporta motores diesel da fam√≠lia OM 460 Euro 3, para Actros, fora de estrada Arocs e Zetros para a Alemanha. V√£o para enfrentar jogo duro em caminh√Ķes exportados para √Āfrica e Oriente M√©dio.

Gest√£o ‚Äď Sob a condu√ß√£o de David Powels, o cargo de presidente da VW Brasil teve atribui√ß√Ķes aumentadas para o Continente. E com Vice Presid√™ncia para exporta√ß√Ķes, tem incrementado pontualmente, pa√≠s a pa√≠s, participa√ß√£o da marca nas vendas. Exceto Brasil, Argentina e M√©xico nos outros 27 pa√≠ses importadores vendas cresceram 105% nos sete primeiros meses de 2017.

Neg√≥cio ‚Äď Vender ao exterior √© opera√ß√£o complexa, um compromisso institucional, a cria√ß√£o de relacionamento com importador e cliente, pois n√£o se pode deixar o comprador sem assist√™ncia ou garantia de continuidade.

Tamb√©m ‚Äď Marcopolo, de √īnibus, analisando crescimento de 15,3% relativamente a per√≠odo id√™ntico em 2016, acredita ter iniciado per√≠odo de recupera√ß√£o no mercado brasileiro. Receita tamb√©m reagiu crescendo 23,6%.

Conhece? ‚Äď DAF, marca holandesa hoje controlada pelo capital norte-americano Paccar, fabrica caminh√Ķes no Brasil e acaba de entregar a unidade n¬ļ 2.000. Comprou-a a Transgobbi, cliente com 15 unidades.

Gente ‚Äď Alberto C√©sar Otaz√ļ, 16, piloto de kart, revela√ß√£o. OOOO Vem de s√©rie de vit√≥rias e arrematou-as com a Gold Trophy, ap√≥s melhor volta e ganhar prova no Kard√≥dromo Ayrton Senna, SP. OOOO √Č esperan√ßa para em poucos anos fazer presen√ßa brasileira na F√≥rmula 1. OOOO Raul Randon, industrial de transporte, agro neg√≥cio, vinho e queijo, perfeccionista, anivers√°rio. OOOO 88 anos ‚Äď e trabalhando. OOOO Tem a f√°brica de implementos com seu nome, vinhos e queijos RAR. OOOO

Tag Cloud

Deixe um comentario

(*) Campos obrigatórios
ATENÇÃO: Todos os comentários postados nesse site, terão que ser aprovados pelo moderador e não irá aparecer automaticamente. Não serão permitidos comentários ofensivos contra a marca e os leitores, como palavrões. O texto tem que ser digitado em letras minúsculas respeitando as regras da nossa gramática. Comentários que não sejam sobre o assunto da matéria serão descartados. Ao postar um comentário, quer dizer que você concorda coma s regras acima. Obrigado.

© COPYRIGHT2017 CarPoint News - Todos os direitos reservados É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito