Avaliação РVolkswagen Amarok Extreme 4Motion Diesel 2017

Postado em: 23, junho 2017 por Marcelo Silva

Fotos: Marcus Lauria

Desde o seu lan√ßamento, a VW Amarok sempre correu por fora na disputa das picapes m√©dias. Essa n√£o deixa de ser uma injusti√ßa com essa bel√≠ssima picape, que ficou ainda mais bela ap√≥s o discreto facelift. Por sinal, essa vers√£o Extreme capricha no apelo visual, com rodas aro 20 e essa apaixonante pintura Azul Ravenna. √Č fato que os pneus 255/50 R20 n√£o foram feitos para o off-road, mas a julgar pelas qualidades da Amarok Extreme, essa √© uma picape que tende a encarar seus maiores desafios ao transpor aguaceiros em um dia de chuva na cidade.

A Amarok se diferencia das outras picapes m√©dias por ser aquela que se aproxima mais de um carro de passeio do que as outras, seja no interior ou no seu comportamento din√Ęmico. Debaixo do cap√ī, ela utiliza um motor 2.0 16V diesel de 4 cilindros, que conta com o aux√≠lio de dois turbos, gerando 180 cv @ 4.000 rpm de pot√™ncia e 42,8 kgfm @ 1.750 rpm, tudo isso orquestrado por uma transmiss√£o autom√°tica de 8 velocidades (com trocas sequenciais) e tra√ß√£o integral 4Motion que atua sob demanda.

Se n√£o √© um propulsor capaz de fazer a Amarok acelerar com brutalidade, os 10,2 s obtidos no 0-100 km/h mostram que h√° for√ßa adequada para lidar com seus 2.073 kg de peso. E para quem achar que falta for√ßa, especialmente para carregar mais 1.017 kg na ca√ßamba, em breve a Amarok vir√° com um motor V6 3.0 diesel, que rende at√© 224 cv e 56,1 kgfm de torque. J√° voltando aos n√ļmeros do motor 2.0, o consumo n√£o foi dos melhores: 8,2 km/l na cidade e 11,7 km/l na estrada.

Do lado de dentro, impressionam os bancos ergoComfort e suas proeminentes abas laterais. Fechando-se os olhos, voc√™ ir√° se sentir em um Golf, e tal sensa√ß√£o persistir√° ao se verificar qu√£o amplos s√£o os ajustes de bancos e volante. Retrovisores externos s√£o eficientes, a c√Ęmera de r√© traseira cumpre seu papel (exceto em dias chuvosas, aonde tem sua vis√£o prejudicada pela √°gua) em conjunto com os sensores de estacionamento, mas manobrar uma picape de 5,25 m de comprimento requer paci√™ncia, em especial com o di√Ęmetro de giro de 12,9 m.

O nível de equipamentos é apenas adequado para uma picape de R$ 178.990, mesma faixa de preço das concorrentes Chevrolet S10 High Country e Toyota Hilux SRX. Ela conta com ar-condicionado digital de duas zonas, bancos em couro, sensores de chuva e crepuscular, central multimídia Discover Media, 6 airbags e controles de tração/estabilidade, mas fazem falta itens adicionais de conforto e segurança, como cruise control adaptativo, assistente de frenagem e assistente de manutenção em faixa de rolamento.

Seu espa√ßo interno √© muito generoso na dianteira, para pessoas de qualquer estatura, mas na traseira falta espa√ßo para as pernas de pessoas mais altas. Na ca√ßamba, viajam at√© 1.200 litros, com direito a uma pintura especial que evita riscos e dispensa o uso de uma capota mar√≠tima. H√° in√ļmeros ganchos para fixa√ß√£o de carga e a tampa da ca√ßamba n√£o tem peso excessivo.

Rodar com a Amarok na cidade é um exercício de paciência devido ao seu tamanho, que dificulta a sua agilidade, mesmo com as respostas rápidas do motor. Procurar vagas na rua ou em shoppings requer tempo e dedicação, e me fez pensar como cada vez mais pessoas escolhem picapes médias para o uso diário. Em compensação, a Amarok ignora qualquer buraco ou lombada sem reclamar, e a posição de dirigir elevada passa sensação de segurança no caos urbano. Mesmo com a caçamba vazia, não há sensação de desconforto excessivo com a oscilação da carroceria.

J√° na estrada a Amarok se torna uma √≥tima companhia. Suas acelera√ß√Ķes e retomadas s√£o eficientes, a frenagem √© boa (mesmo com tambores na traseira) e o equil√≠brio din√Ęmico da Amarok deixa a maioria das picapes m√©dias com inveja. Suas suspens√Ķes possuem √≥tima calibragem, a dire√ß√£o tem peso correto e a picape copia as curvas com louvor, mesmo entrando mais forte. Seu c√Ęmbio de 8 marchas √© r√°pido e preciso, seja no modo Drive ou no modo sequencial. Dirigir a Amarok na estrada te faz desejar que o caminho seja mais longo do que realmente √©.

Para o fora de estrada a picape conta com seletor “off-road” no painel, que bloqueia o diferencial traseiro, ativa o assistente de descida em rampas, muda o comportamento do ABS e inclusive efetua as trocas de marcha em regimes mais altos quanto o c√Ęmbio est√° em D, suprindo a aus√™ncia de uma reduzida. Mas √© fato que essa Amarok Extreme n√£o √© a vers√£o certa para encarar caminhos ruins, pelo menos n√£o com as rodas e pneus originais. Fora isso, √© uma bel√≠ssima picape.

CONFIRA NOSSO V√ćDEO: https://www.youtube.com/watch?v=gWXmXMRRcLg

Paginas: 1 2

Tag Cloud

Deixe um comentario

(*) Campos obrigatórios
ATENÇÃO: Todos os comentários postados nesse site, terão que ser aprovados pelo moderador e não irá aparecer automaticamente. Não serão permitidos comentários ofensivos contra a marca e os leitores, como palavrões. O texto tem que ser digitado em letras minúsculas respeitando as regras da nossa gramática. Comentários que não sejam sobre o assunto da matéria serão descartados. Ao postar um comentário, quer dizer que você concorda coma s regras acima. Obrigado.

© COPYRIGHT2017 CarPoint News - Todos os direitos reservados É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito