Nissan IMs inaugura conceito de ‘sedã esportivo elevado’

Postado em: 14, janeiro 2019 por Redacao

O Nissan IMs, revelado hoje na edição 2019 do Salão do Automóvel de Detroit, é um tipo de carro totalmente novo, um “sedã esportivo elevado”, que combina as vantagens dos atributos, plataforma e tecnologia de propulsão desenvolvidos por meio da Nissan Intelligent Mobility (Mobilidade Inteligente da Nissan).

Com uma carroceria que mais se assemelha a um sedã do que um crossover, as proporções revolucionárias do conceito IMs criam um segmento automotivo único, que é definido por sua identidade como veículo 100% elétrico, cuja bateria está localizada abaixo da carroceria, aumentando a altura da cabine. O espaço interno generoso, resultado de uma maior distância entreeixos, apresenta uma configuração única de disposição dos bancos “2+1+2”. Os bancos dianteiros são giratórios e o banco traseiro permite acomodar três passageiros ou, quando os assentos laterais traseiros estão rebatidos, é possível uma configuração “Premier Seat” para o assento traseiro central, digna de uma viagem em classe executiva.

O imponente design externo e interno do IMs se tornou possível graças à inovadora tecnologia elétrica e autônoma desenvolvida por meio da Mobilidade Inteligente da Nissan, a visão da empresa para mudar a forma como os carros são propulsionados, conduzidos e integrados à sociedade.

O IMs é um estudo de dualidades e contrastes. No modo autônomo, ele permite uma condução com as mãos totalmente livres. Já no modo manual, ele entrega uma experiência de condução empolgante de alta performance que apenas um veículo elétrico avançado pode oferecer.

O IMs também possui os mais altos níveis de tecnologia de segurança e conectividade com o mundo virtual, recursos combinados a um estilo atraente, que dão destaque ao design e know-how criativo japonês.

Abraçando totalmente os três princípios da Mobilidade Inteligente da Nissan – Condução Inteligente, Propulsão Inteligente e Integração Inteligente – o IMs aponta para a criação de uma sociedade baseada no transporte sustentável proporcionado pelos veículos elétricos, autônomos e conectados.

A tração do IMs consiste em dois motores elétricos (dianteiro e traseiro) e uma bateria de recarga rápida de 115 kWh, que entrega 483 cv (360 kW) e 81,57 kgfm (800 Nm) de torque, garantindo que o carro-conceito não apenas vai estar à altura dos sedãs esportivos mais modernos, mas também vai deixar muitos deles para trás. Com uma autonomia estimada de 380 milhas (610 km) com uma única recarga da bateria, o IMs se equipara ao nível de desempenho de seus pares equipados com um motor a gasolina.

O sistema de tração integral de alta performance dá ao modelo um equilíbrio perfeito entre a parte dianteira e traseira, bem como uma força de tração excepcional e uma excelente performance nas curvas em praticamente todas as situações. E, graças a uma suspensão avançada a ar que se adapta às diferentes situações de condução, o IMs oferece um prazer de dirigir suave e macio, além de uma capacidade de se manter estável nas curvas.

O exterior do conceito IMs é um exemplo da nova linguagem de design da Nissan para um “sedã esportivo elevado”, que transforma um modelo de três volumes tradicional em um veículo com proporções provocativas, pegada esportiva e excelente aerodinâmica. Essa exclusividade da Nissan combina perfeitamente atributos futurísticos de alta tecnologia com detalhes atemporais próprios da cultura japonesa.

O design externo do IMs é caracterizado por linhas horizontais e verticais simples, em vez de superfícies esculpidas. Ele renuncia ao “teto flutuante” característico da Nissan para dar uma nova dimensão à carroceria, com uma coluna dianteira posicionada mais à frente e uma coluna traseira maior. O design com linhas puras não é apenas esportivo, mas também resulta em um coeficiente de arrasto menor. Além disso, vários componentes da carroceria, como para-lamas, spoiler dianteiro, parte inferior da carroceria e uma bandeja inferior que se estende por toda a carroceria, proporcionam uma força de sustentação negativa mais efetiva e um mínimo de sustentação positiva em alta velocidade.

A linha do teto foi inspirada no formato da lua e o trilho do teto com acabamento em alumínio anodizado escovado tem toques em dourado, que remete ao anel que se forma em torno da lua durante um eclipse. As proporções exclusivas do veículo – que são definidas pelo ângulo inclinado da janela traseira, a coluna dianteira posicionada à frente da cabine, a cintura da carroceria e a distância entre eixos mais longa – dão ao veículo uma silhueta pura e simples.

A linguagem característica do design V-motion da Nissan, que faz parte de toda a linha 2019 de modelos da Nissan, é destacada na frente do IMs, desprovida de grade frontal graças ao posicionamento e formato dos faróis. Com formato em V, o design do conjunto luminoso é ousado e esguio, sendo, ao mesmo tempo, marcante e prático e dando ao veículo um visual futurista, mas também característico da Nissan. Já as agressivas rodas de 22 polegadas dão um ar ainda mais esportivo ao modelo.

No modo de condução autônoma, os faróis dianteiros e traseiros do IMs ficam azuis, piscando continuamente na parte central da dianteira e da traseira para alertar os pedestres e demais motoristas de que ele está sendo operado em modo autônomo.

O exterior também apresenta profundas aberturas para as portas, um capô com design tridimensional, lanternas traseiras holográficas, um spoiler traseiro integrado e um para-choque traseiro ‘atrevido’. Desprovida de coluna central, a carroceria com 4 portas conta com portas traseiras com abertura reversa, facilitando o acesso à cabine, teto com estrutura superfina, maçanetas das portas invisíveis com “eClinch”, vidros laterais altamente deslizantes e câmeras posicionadas nos para-lamas que assumem a função de espelhos retrovisores externos. Estas câmeras ficam em posição rebatida quando o IMs está sendo operado no modo autônomo.

Para enfatizar a personalidade japonesa do veículo, um grafismo geométrico inspirado em uma estampa tradicional japonesa conhecida como Asanoha foi aplicado em tons de ouro sobre a superfície do teto de vidro fumê. A mesma estampa aparece em outras partes do veículo, como nas rodas e na cabine.

O interior do IMs representa uma nova forma de visualizar como serão feitos os trajetos cotidianos em um mundo onde a condução será autônoma. Para expressar o grande espaço oferecido pela cabine, os designers criaram uma separação visual entre a carroceria e a parte traseira. Para dar prioridade ao espaço interno do veículo, todos os componentes do grupo motopropulsor estão confinados sob o assoalho da cabine.

“Com uma plataforma com a parte inferior plana e elevada e a ausência de restrições para a parte interna, você tem a sensação de estar quase levitando, como se estivesse viajando em um tapete mágico”, comenta Albaisa.

Contrastando com o design externo que remete à era espacial, o interior do IMs foi inspirado em uma casa japonesa contemporânea. Chamada pelos designers da Nissan de “futurismo atemporal japonês”, a cabine associa elementos modernos típicos da cultura japonesa, destacados por exemplos de seu alto nível de know-how criativo e uma pegada high tech. Por exemplo, os formatos do painel de instrumentos e dos acabamentos das portas remetem a uma “nave espacial para viajar à lua” com o uso de cores e tecidos escuros que ganham vida com raios de luz, que lembram o luar e a sombra. As cores e materiais dão um ar intimista, podendo ganhar vida ao se acender as luzes em torno dos ocupantes.

No modo de condução manual, o interior do IMs se transforma em um cockpit centrado no motorista, com tecnologias avançadas de assistência ao condutor e displays que apresentam informações em diferentes níveis, dando ao motorista total controle do veículo. Complexos e interconectados, os componentes, mostradores dos sensores e unidades de controle do veículo estão todos integrados em uma interface simples. Por exemplo, a tela flutuante e superfina do painel de instrumentos, disposta em duas camadas, oferece tanto informações técnicas como uma exploração visual do ambiente em torno do veículo, se desejado.

No modo de condução autônoma, o volante da direção se retrai e os bancos dianteiros se viram para o interior, ficando de frente para a inovadora disposição dos assentos traseiros caracterizada pela configuração especial chamada de “Premier Seat”.

Para completar a sensação de dualidade do IMs, a avançada interface gráfica do usuário é flexível para upgrades. Seu design simples inclui um número mínimo de botões e controles para o modo de condução manual.

Quando utilizado com a tecnologia de condução totalmente autônoma, a lógica e o design da interface permitem que o condutor vivencie totalmente a alta performance proporcionada pelo motor elétrico com tração integral do IMs.

Apresentando uma espessura fina, o grande painel de instrumentos com quatro telas compactas exibe as informações em uma disposição horizontal, valorizando o espaço interno. O layout foi configurado para seguir os movimentos naturais do olho humano. Exatamente na frente do motorista, desobstruído pelo volante de direção retrátil, fica o cluster de instrumentos “em camadas”. A primeira camada exibe apenas informações críticas, permitindo que o motorista se concentre no funcionamento do veículo sem distrações desnecessárias, enquanto a segunda oferece informações adicionais, se necessário.

Outro importante recurso é a “plataforma interna de monitoramento”, que utiliza sensores e câmeras para acompanhar as condições do motorista. Ao interpretar as expressões faciais e posturas corporais, ela determina se o condutor não tem condições de continuar dirigindo. Ativada tanto no modo manual, como autônomo, a plataforma faz com que o IMs pare de forma segura e controlada caso o motorista esteja incapacitado.

Valorizando ainda mais o IMs, o sistema Invisible-to-Visible (I2V) da Nissan proporciona uma conexão inigualável com o mundo virtual. Trata-se de uma interface em 3D onde o mundo real converge com o mundo virtual. Desenvolvida pela Nissan, a plataforma I2V permite que os ocupantes do veículo vejam o que seria normalmente “invisível”, dando mais segurança e empolgação à experiência dentro do veículo. 
A oportunidade de “enxergar o invisível” se torna possível com a tecnologia Omni-Sensing, anunciada recentemente pela Nissan na feira Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas (EUA). O IMs é conectado às informações de sensoriamento do mundo real, que são coletadas e armazenadas no mundo virtual, sendo exibidas à vista do condutor e passageiros, proporcionando uma rica experiência em realidade mista. As pessoas também poderão se conectar entre si por meio do mundo virtual e da tecnologia Omni-Sensing.

Por exemplo, a tecnologia pode ajudar os motoristas a ver o que está depois de uma curva, visualizar informações precisas sobre congestionamentos – inclusive a causa – e escolher trajetos alternativos para uma condução sem estresse. Os motoristas podem até desfrutar da companhia de um “passageiro” do mundo virtual, na forma de um avatar de realidade aumentada em três dimensões dentro do veículo.

O Nissan IMs é um estudo avançado de proporções progressivas, resultando em um tipo de veículo totalmente novo – o sedã esportivo elevado. Com seu design externo com linhas puras e uma cabine confortável e aconchegante, o IMs oferece um novo tipo de experiência de condução, seja ela manual, autônoma ou virtual.

Fonte: NissanNews.com.

Tag Cloud

Deixe um comentario

(*) Campos obrigatórios
ATENÇÃO: Todos os comentários postados nesse site, terão que ser aprovados pelo moderador e não irá aparecer automaticamente. Não serão permitidos comentários ofensivos contra a marca e os leitores, como palavrões. O texto tem que ser digitado em letras minúsculas respeitando as regras da nossa gramática. Comentários que não sejam sobre o assunto da matéria serão descartados. Ao postar um comentário, quer dizer que você concorda coma s regras acima. Obrigado.

© COPYRIGHT2019 CarPoint News - Todos os direitos reservados É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito