Avalia√ß√£o ‚Äď Nissan Kicks 1.6 S Flex 2018

Postado em: 29, junho 2018 por Derek Flores

Fotos: Divulgação e Derek Simoto

O Kicks chegou por aqui em agosto de 2016 com apenas a vers√£o SL (topo de linha) importada do M√©xico. O modelo, que teve sua maior divulga√ß√£o durante os jogos ol√≠mpicos do Rio, impressionou bastante o p√ļblico e alcan√ßou bons n√ļmeros de venda em pouco tempo. Quase um ano depois, a Nissan come√ßou a fabricar o Kicks aqui Rio de Janeiro para ent√£o abrir o leque de vers√Ķes e conquistar a uma maior fatia em no segmento que mais cresce no pa√≠s, dos Crossovers ou SUVs compactos se voc√™ preferir assim dizer.

A vers√£o S, a mais barata oferecida, parte de R$70.500,00 na vers√£o manual testada e chega at√© 79.200,00 com c√Ęmbio CVT. Valores que tem um posicionamento estrat√©gico porque atendem tamb√©m a demanda de portadores de defici√™ncia f√≠sica, PCD, que conseguem um desconto de at√© 25% no valor de autom√≥veis at√© 70 mil reais.

Por√©m para alcan√ßar esse pre√ßo, a Nissan, assim como todas as montadoras que brigam por esse mercado, teve que cortar a maioria dos itens que foram respons√°veis pelo sucesso do modelo, o que deixa a vers√£o S com cara de ‚Äúcarro popular b√°sico‚ÄĚ.

Muito atraente e com o design moderno, são poucos detalhes que identificam a versão S por fora: maçanetas e retrovisores pintados da cor do veículo, rodas de ferro aro 16 cobertas por calotas e a ausência de farol de neblina. O teto pintado em duas cores, grande destaque do sucesso do Kicks, não está disponível para essa versão.

Internamente o Kicks chama aten√ß√£o pelo bom espa√ßo para seus passageiros, um dos maiores da categoria. Sua posi√ß√£o de dirigir √© muito agrad√°vel, gra√ßas tamb√©m aos bancos “Zero Gravity” e o espa√ßo para as pernas nos bancos traseiros √© suficiente para encarar uma longa viagem. Mas a falta de equipamento e requintes b√°sicos, n√£o empolga muito que anda no Kicks.

O acabamento interno e das portas √© feito em pl√°stico duro. O centro do painel, onde em outras vers√Ķes √© coberto com couro, aqui aparece com uma textura de pl√°stico que imita fibra de carbono, solu√ß√£o interessante adotada pela Nissan. O volante, tamb√©m sem revestimento, apresenta apenas de um lado bot√Ķes de controle do som, que chama aten√ß√£o pelo bonito visual em black piano, mas tem fun√ß√Ķes b√°sicas como: r√°dio, Bluetooth para celulares e USB.

A lista de equipamentos internos deixa a desejar. De série o carro vem com o básico: trio elétrico (vidros, travas e espelhos), ar condicionado manual, direção elétrica, computador de bordo (apenas com dados de consumo), aparelho de som com 4 auto falantes e nada mais. Faltam itens que são comuns em carros de médio porte como: luzes de cortesia no banco traseiro e nos espelhos do para-sol, sensor de ré, setas nos retrovisores, indicador de temperatura externa, entre outros. Durante a noite, por exemplo, faltam luzes nos comandos que ficam na porta do motorista, sendo necessário acender a luz interna para achar o botão que destrava, ou trava, as portas do veículo.

O conjunto mec√Ęnico composto pelo motor 1.6 16V com 114 cavalos e 15,5 mkgf de torque √© o mesmo de todas outras vers√Ķes do Kicks. O c√Ęmbio manual, exclusivo desta vers√£o S, tem um escalonamento mais curto e deixa o carro com um comportamento bem √°gil e agrad√°vel nas situa√ß√Ķes do dia a dia, mas pode incomodar um pouco na estrada, quando a 120 km/h o carro fica acima dos 3.500 giros em 5 marcha. Ainda assim, o Kicks apresenta um dos conjuntos mec√Ęnicos mais bem acertado da categoria.

Segundo a montadora, a vers√£o com c√Ęmbio manual √© a mais econ√īmicas entre os crossovers. Durante nossa semana de testes, o consumo no etanol ficou em 7,3 km/l na cidade e 8,8 km/l na estrada.

No quesito segurança, o Kicks S vem de fábrica com 2 airbags frontais e freios ABS dianteiros à disco e traseiro à tambor. O pacote opcional Safety pode ser adquirido por R$1.200,00 e completa a lista com controle de estabilidade e de tração e o assistente de partidas em rampas.

O Kicks S se apresenta como uma boa op√ß√£o de entrada para os SUVs, principalmente para quem se encaixa no desconto de portadores de defici√™ncia f√≠sica, que consegue comprar essa vers√£o por cerca de R$54mil reais. J√° para o consumidor regular, o kicks agrada pelo atraente design e espa√ßo interno, mas tem uma grande defici√™ncia no conte√ļdo e equipamentos.

FICHA T√ČCNICA:

Mec√Ęnica

Motorização 1.6

Combust√≠vel             √Ālcool            Gasolina

Pot√™ncia (cv)            114    

Torque (kgf.m)         15,5   

C√Ęmbio          manual de 5 marchas

Tra√ß√£o           dianteira

Dire√ß√£o          el√©trica

Freios            Freios √† disco.

Dimens√Ķes

Altura (mm)   1.590

Largura (mm)           1.760

Comprimento (mm)             4.295

Entre-eixos (mm)     2.610

Ocupantes    5

*Dados do fabricante

Tag Cloud

Deixe um comentario

(*) Campos obrigatórios
ATENÇÃO: Todos os comentários postados nesse site, terão que ser aprovados pelo moderador e não irá aparecer automaticamente. Não serão permitidos comentários ofensivos contra a marca e os leitores, como palavrões. O texto tem que ser digitado em letras minúsculas respeitando as regras da nossa gramática. Comentários que não sejam sobre o assunto da matéria serão descartados. Ao postar um comentário, quer dizer que você concorda coma s regras acima. Obrigado.

© COPYRIGHT2018 CarPoint News - Todos os direitos reservados É proibida a reprodução de conteúdo deste site em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico, sem autorização por escrito